Busca avançada
Ano de início
Entree

Valores de Referência para Índice de Choque e Frequência Cardíaca no período pós-parto imediato: um estudo cohort.

Resumo

Objetivo: Determinar os valores de referência do Índice de Choque (IC) nas duas primeiras horas do período pós-parto após medir objetivamente o sangramento. Materiais e Métodos: Uma análise complementar utilizando dados de um estudo de coorte prospectivo realizado no Hospital da Mulher da Universidade de Campinas, entre 1º de fevereiro de 2015 e 31 de março de 2016. Incluiu mulheres que tiveram parto vaginal. Foram excluidas mulheres com pelo menos uma das seguintes condicoes: idade gestacional abaixo de 34 semanas, hipertensão, hipo ou hipertireoidismo sem tratamento, doença cardíaca, infecções com febre ou sepse, história de coagulopatia ou parto por cesariana. A perda de sangue foi medida somando o volume de sangue coletado no coletor colocado sob as nádegas das mulheres e o peso das gazes e compressas usadas durante o procedimento (excluindo o peso seco). Os sinais vitais foram medidos a cada 5-15 min após o parto. A análise dos dados exploratórios foi realizada para avaliar a média, desvio padrão, mediana e percentis (5, 10, 25, 50, 75, 90, 95). Para identificar a variação entre os períodos após o parto, os valores médios de IC e frequência cardíaca (FC) observados para os seguintes intervalos foram utilizados na análise: 0-20 min, 21-40 min, 41-60 min, 61-90 min e 91-120 min. Resultados: Cento e oitenta e seis mulheres foram incluídas. A idade média ± DP foi de 24,9 ± 6,1 anos e a idade gestacional média ao nascer foi de 39,2 ± 1,8 semanas. No período puerperal, os valores médios de IC variaram de 0,68 ± 0,14 a 0,74 ± 0,15. A distribuição percentil variou de 0,46 (5º percentil) a 1,05 (percentil 95). Os valores médios da FC variaram de 80,8 ± 12,7 bpm a 92,3 ± 14,4 bpm. A distribuição percentil variou de 62,0 bpm (5º percentil) a 117 bpm (percentil 95). Conclusão: Foram estabelecidos intervalos de referência para os valores de IE e FC, os quais mostraram pequenas variações ao longo do período pós-parto. (AU)