Busca avançada
Ano de início
Entree

Resposta do milho em rotação de culturas ao nitrogênio e sua consequência na qualidade da matéria orgânica

Processo: 19/15563-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2020 - 31 de janeiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Ciro Antonio Rosolem
Beneficiário:Ciro Antonio Rosolem
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Matéria orgânica  Rotação de culturas  Milho  Nitrogênio 

Resumo

A presente proposta trata da continuação de dois experimentos de longo prazo, que foram iniciados e conduzidos até o presente dentro do projeto NUCLEUS: Um centro virtual associado para promover melhorias na eficiência de uso do nitrogênio no Reino Unido e no Brasil através de sistemas solo-planta integrados. O sub-projeto 1 - Adubação nitrogenada do milho safrinha consorciado com forrageiras e seu reflexo na soja, foi iniciado em 2018, e o sub-projeto 2 - Qualidade da matéria orgânica e carbono no solo em cultivo de milho com forrageiras em função da adubação nitrogenada, em 2014. Com a presente proposta se pretende consolidar alguns resultados já obtidos, e complementar com outros aspectos ainda não explorados. Assim, os objetivos são: (i) determinar se o cultivo de uma espécie de gramínea tropical inibe a nitrificação, afetando a produtividade de milho e sua resposta ao N, reduzindo as perdas do nutriente; (ii) estudar a resposta do milho safrinha e a eficiência de uso do N após o cultivo de soja, e qual o efeito do adubo aplicado ao milho na soja subsequente; (iii) avaliar o efeito do nitrogênio na composição das forrageiras e sua relação com o estoque de carbono do solo e qualidade da MOS; e (vi) verificar o efeito da adubação nitrogenada no aporte de carbono e na qualidade da matéria orgânica do solo em função da espécie. Com os resultados se pretende chegar a um melhor entendimento da dinâmica do N e do carbono em sistemas consorciados, e ao final, dar subsídios para melhor recomendação de adubação nitrogenada, melhorando a eficiência de uso do fertilizante e, ao mesmo tempo, melhorando o sequestro de carbono. Os resultados serão divulgados através de publicação em revistas de alto impacto, revistas técnicas, apresentação de trabalhos em congressos, dias de campo, palestras e, evidentemente, aulas de Pós-Graduação de Graduação. (AU)