Busca avançada
Ano de início
Entree

Incorporação de nanocelulose bacteriana em matrizes poliméricas hidrossolúveis comestíveis para o estudo da viabilidade no preparo de novos nanocompósitos

Processo: 19/06170-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2020 - 31 de janeiro de 2022
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Márcia Regina de Moura Aouada
Beneficiário:Márcia Regina de Moura Aouada
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia (FEIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Ilha Solteira. Ilha Solteira , SP, Brasil
Pesq. associados:Caio Gomide Otoni ; Fauze Ahmad Aouada ; Henriette Monteiro Cordeiro de Azeredo ; Hernane da Silva Barud
Assunto(s):Polímeros  Nanotecnologia 

Resumo

A celulose é o biopolímero mais abundante no mundo e um dos mais importantes de que se tem conhecimento. O uso de estruturas celulósicas em escala nanométrica têm sido investigadas devido suas vantagens em relação às suas contrapartes de maiores dimensões, como por exemplo, maiores áreas superficiais, contribuindo, assim, para aplicações mais promissoras no controle de reologia em sistemas coloidais. As principais rotas de obtenção de nanocelulose envolve a exploração de recursos vegetais, entretanto, algumas bactérias são capazes de produzir celulose bacteriana que, assim como as de origem vegetal, servem de fonte para obtenção de nanofibras e nanocristais. Dessa forma, objetiva-se com o presente projeto estudar a modificação do comportamento reológico de sistemas coloidais contendo água e polímeros hidrossolúveis (alginato, hidroxipropilmetilcelulose, gelatina e pectina). O estudo possibilitará a obtenção de uma melhor composição de matriz polimérica para ser aplicada como potencial substituto de materiais de embalagem não biodegradáveis. Além disso, por ser comestível o material será aplicado na área de alimentos na confecção de wraps em substituição à couve fresca utilizada em comida árabe. Em determinadas épocas do ano, a produção do referido alimento em alguns países é dificultada, devido ao clima e outras intempéries. Espera-se com este projeto promover avanços no conhecimento das características das soluções e interacionais em sistemas coloidais compostos por nanocelulose e biopolímeros para que o estudo possibilite novas aplicações dos materiais obtidos. (AU)