Busca avançada
Ano de início
Entree

Diminuição da expressão da E-caderina é mediada pela hipermetilação da sua região promotora no carcinoma prostático canino

Processo: 19/24649-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de fevereiro de 2020 - 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Pesquisador responsável:Carlos Eduardo Fonseca Alves
Beneficiário:Carlos Eduardo Fonseca Alves
Instituição-sede: Vice-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa. Universidade Paulista (UNIP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Oncologia veterinária  Regulação da expressão gênica  Metilação 

Resumo

A E-caderina é uma glicoproteína transmembrana responsável pela adesão entre as células e sua perda tem sido associada ao desenvolvimento de metástases. Embora a regulação negativa da E-caderina tenha sido relatada anteriormente no câncer de próstata canino (PC), o mecanismo envolvido nesse processo não é claro. Está bem estabelecido que cães, além de humanos, desenvolvem espontaneamente PC com alta frequência; portanto, o PC canino é um modelo interessante o estudo do PC humano. No PC humano, a metilação do CDH1 tem sido associada à regulação negativa da E-caderina. No entanto, nenhum estudo anterior descreveu o padrão de metilação do promotor do CDH1 no PC canino. Neste estudo, a proteína E-caderina e a expressão gênica no PC canino em comparação com os tecidos normais foram avaliadas. O padrão de metilação do DNA foi investigado como um mecanismo de regulação do silenciamento do CDH1. Este estudo é composto por 20 próstatas normais, 20 lesões de atrofia inflamatória proliferativa (PIA), 20 PC e 11 metástases de 60 cães. A expressão da proteína E-caderina foi avaliada por imuno-histoquímica e western blotting e expressão gênica por qPCR. O teste de pirosequenciamento de bissulfito foi realizado para investigar o padrão de metilação do promotor do CDH1. A expressão de E-caderina membranosa foi observada em todos os tecidos prostáticos. Um número maior de células negativas à E-caderina foi detectado com mais frequência no PC, em comparação com as amostras normais e PIA. PC de alto grau mostrou uma imunomarcação difusa pela membrana. Além disso, pacientes com PC com maior número de células negativas à E-caderina apresentaram menor tempo de sobrevida e escores de Gleason mais elevados. Os ensaios de Western blotting e qPCR confirmaram os resultados imuno-histoquímicos, mostrando níveis mais baixos de expressão proteica e gênica de E-caderina no PC em comparação com amostras normais. Foi identificada uma hipermetilação do promotor do CDH1 em amostras de PIA e PC. Um ensaio in vitro com duas células de câncer de próstata canina (linhagens celulares PC1 e PC2) foi realizado para confirmar a metilação como um mecanismo regulador da expressão da E-caderina. A linhagem celular PC1 apresentou hipermetilação do CDH1 e após o tratamento com 5-Aza-dC, observou-se uma diminuição da metilação do CDH1 e aumento dos níveis de expressão gênica. Células positivas para E-caderina foram encontradas em abundância em metástases (média de 90,6%). Em conclusão, baixos níveis de proteína E-caderina, regulação negativa de genes e hipermetilação do CDH1 foram detectados em PC canino. No entanto, em focos metastáticos, ocorre a re-expressão de E-caderina, confirmando sua relevância nesses processos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FONSECA-ALVES, CARLOS EDUARDO; KOBAYASHI, PRISCILA EMIKO; LEIS-FILHO, ANTONIO FERNANDO; LAINETTI, PATRICIA DE FARIA; GRIECO, VALERIA; KUASNE, HELLEN; ROGATTO, SILVIA REGINA; LAUFER-AMORIM, RENEE. E-Cadherin Downregulation is Mediated by Promoter Methylation in Canine Prostate Cancer. FRONTIERS IN GENETICS, v. 10, NOV 29 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.