Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do perfil proteômico salivar em pacientes diabéticos tipo 2 com periodontite

Processo: 19/14846-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2020 - 31 de janeiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Periodontia
Pesquisador responsável:Emanuel da Silva Rovai
Beneficiário:Emanuel da Silva Rovai
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade de Taubaté (UNITAU). Taubaté , SP, Brasil
Pesq. associados:José Roberto Cortelli ; Rodrigo Augusto da Silva ; Sheila Cavalca Cortelli
Assunto(s):Diabetes mellitus  Doenças periodontais  Saliva  Proteoma 

Resumo

A periodontite não é mais considerada uma simples infecção bacteriana que leva à destruição dos tecidos periodontais, esta doença representa uma complexa interação envolvendo os sistemas inflamatórios e imunes do hospedeiro, microbiota subgengival e fatores modificadores. Diabetes mellitus corresponde a um dos principais fatores de risco para a periodontite e essa relação parece ser bidirecional, uma vez que o tratamento periodontal pode contribuir no controle glicêmico. Dessa forma, é de grande interesse o monitoramento do risco da progressão e diagnóstico precoce da doença periodontal nesse grupo de indivíduos. A saliva vem se destacando como o principal material não invasivo para diagnóstico de doenças orais e sistêmicas. Apesar de alguns estudos terem relacionado alguns biomarcadores com a doença periodontal, dentro do contexto inflamatório complexo da doença periodontal, qual pode ser intensificado com a presença do diabetes, parece improvável que focar em apenas uma proteína, seja suficiente para se obter um biomarcador confiável de diagnóstico e atividade desta doença. Nesse contexto, a aplicação da proteômica pode permitir uma análise global das proteínas e tem sido considerada como uma grande promessa capaz de dissecar tais inter-relações imuno-inflamatórias complexas. Assim, apenas após uma análise global proteica, poderemos analisar as principais proteínas que possam servir como biomarcadores para a doença periodontal.Dessa forma, objetivo principal deste estudo será comparar o perfil proteico salivar em indivíduos diabéticos tipo 2 com e sem periodontite e indivíduos normoreativos com e sem periodontite. (AU)