Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação baseada em modelos para detecção de múltiplas falhas em máquinas rotativas

Processo: 19/25906-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisador Visitante - Internacional
Vigência: 01 de março de 2020 - 30 de abril de 2020
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Mecânica - Mecânica dos Sólidos
Pesquisador responsável:Katia Lucchesi Cavalca Dedini
Beneficiário:Katia Lucchesi Cavalca Dedini
Pesquisador visitante: Nicolo Bachschmid
Inst. do pesquisador visitante: Politecnico di Milano, Itália
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia Mecânica (FEM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/20363-6 - Identificação e controle tolerantes a falhas em sistemas rotativos, AP.TEM
Assunto(s):Dinâmica de rotores 

Resumo

O objetivo do projeto temático da FAPESP, intitulado Identificação e controle tolerantes a falhas de sistemas rotativos (concessão nº 2015 / 20363-6), como o nome sugere, é o desenvolvimento de um sistema capaz de identificar falhas em um sistema rotativo para controlar ou compensá-los. Esse controle, ou compensação, deve permitir que a máquina com defeito permaneça operacional em sua condição de projeto até a próxima manutenção programada ou seja desligada com segurança, no caso de uma falha grave com a necessidade de uma manutenção de emergência. Nesse sentido, esse sistema pode ser dividido em quatro etapas. Primeiro, é realizada uma vasta aquisição de informações através dos sensores e todos os dados coletados são filtrados e processados. Em seguida, é feita a busca de falhas na máquina a partir dos sinais processados. Se alguma falha for detectada, a terceira etapa consiste em identificar o tipo de falha, sua localização e grau de gravidade. Por fim, um atuador magnético é usado para compensar o efeito da falha e permitir que a máquina continue uma operação segura. A possibilidade de identificar duas ou mais falhas diferentes no mesmo sistema de rotor, ou seja, "identificação de falhas múltiplas" é investigada. Portanto, durante a visita do Prof. Bachschmid, a identificação de falhas múltiplas será aplicada teórica e experimentalmente combinando diferentes ferramentas, também em condições em que métodos usuais não podem ser usados. (AU)