Busca avançada
Ano de início
Entree

Parceria entre a Universidade de Lund e a Universidade Estadual de Campinas para estudos em alimentos funcionais e dietas na prevenção de doenças cardiometabólicas

Processo: 19/13465-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2019 - 30 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Bioquímica da Nutrição
Proposta de Mobilidade: SPRINT - Projetos de pesquisa - Mobilidade
Pesquisador responsável:Mário Roberto Maróstica Junior
Beneficiário:Mário Roberto Maróstica Junior
Pesq. responsável no exterior: Juscelino Rodrigues Tovar
Instituição no exterior: Lund University, Lund, Suécia
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Pesq. associados:Cinthia Baú Betim Cazarin
Vinculado ao auxílio:18/11069-5 - Ação de berries brasileiras sobre parâmetros metabólicos e desempenho cognitivo de animais obesos, AP.R
Assunto(s):Cardiopatias  Doença crônica  Alimentos funcionais  Diabetes mellitus  Anti-inflamatórios  Flora do Brasil  Produtos naturais  Cooperação internacional 

Resumo

O presente projeto visa fornecer subsídios para a cooperação entre duas instituições que compartilham interesse em pesquisa em alimentos funcionais, cada um explorando diferentes aspectos do assunto. O plano central permitirá uma interação mais próxima entre as duas equipes de pesquisa, concentrando-se nos pontos fortes e experiência de cada parceiro em alimentos e ingredientes funcionais que possam ser incluídos em um portfólio de alimentos preventivos de doenças cardiometabólicas. O Departamento de Tecnologia de Alimentos, Engenharia e Nutrição da Universidade de Lund (LU) abriga um grupo de pesquisadores com ampla experiência em avaliação clínica de alimentos funcionais, refeições e dietas associadas a efeitos promotores da saúde. A seção de Nutrição do Departamento tem assim capacidades abrangentes para projetar e avaliar ensaios clínicos na dieta com o objetivo de demonstrar a capacidade de alimentos com efeitos metabólicos especiais que conferem a eles atividade fisiológica além dos efeitos nutricionais convencionais (ou seja, alimentos funcionais). O grupo tem trabalhado intensamente na avaliação e potencialização de características funcionais de refeições e dietas como meio de reduzir o risco de desenvolver diabetes tipo 2 e doenças cardiovasculares (doença cardiometabólica), sempre com enfoque preventivo. Uma conquista importante do grupo tem sido o desenvolvimento de uma abordagem dietética multifuncional (MFD) para modular diferentes biomarcadores associados à propensão a alterações cardiometabólicas em indivíduos saudáveis, mas "em risco". A DMF baseia-se na ação sinérgica de vários alimentos antiinflamatórios funcionais de aceitação geral pela população escandinava (1-5). No entanto, a adequação da abordagem MFD para outras regiões culturais / geográficas ainda precisa ser estudada. O DEPAN-Campinas tem vasta experiência em pesquisa de ingredientes funcionais e alimentos usando sistemas "in vitro", bem como modelos animais para avaliar o efeito sobre a doença inflamatória intestinal, obesidade e cognição. O Brasil é imensamente rico em plantas comestíveis convencionais e subutilizadas que gradualmente aparecem na literatura científica como potenciais alimentos funcionais. Alguns desses materiais já foram estudados pela equipe do DEPAN-Campinas (por exemplo, maracujá, jabuticaba e seus efeitos na obesidade e colite) do ponto de vista mecanicista e de tratamento. Evidentemente, uma cooperação efetiva entre os grupos de pesquisa DEPAN-Campinas e LU pode resultar em amplas possibilidades de melhorar a abordagem MFD, adaptando-a à realidade brasileira e fornecendo novos materiais para inclusão em portfólios MFD de aplicabilidade internacional mais ampla. (AU)