Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de modelo in vitro de microambiente tumoral 3D de câncer de cabeça e pescoço: estudo de interações entre células neoplásicas e macrófagos

Processo: 19/22210-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2020 - 28 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Convênio/Acordo: Université Grenoble Alpes
Proposta de Mobilidade: SPRINT - Projetos de pesquisa - Mobilidade
Pesquisador responsável:Carlos Rossa Junior
Beneficiário:Carlos Rossa Junior
Pesq. responsável no exterior: Arnaud Millet
Instituição no exterior: Université Grenoble Alpes (UGA), França
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/24240-4 - Papel de TGF-beta e CSF-1 na imunossupressão associada à GalR2 em câncer de cabeça e pescoço (HNC), AP.R
Assunto(s):Patologia bucal  Neoplasias de cabeça e pescoço  Carcinoma de células escamosas  Transformação celular neoplásica  Metástase neoplásica  Microambiente tumoral  Macrófagos  Integrinas  Técnicas in vitro  Cooperação internacional 

Resumo

O tratamento atual do carcinoma espinocelular de cabeça e pescoço (HNSCC) é voltado para as células neoplásicas e tem sucesso limitado, uma vez que HNSCC tem reduzida taxa de sobrevida em 5 anos, elevada taxa de recidiva e mesmo tumores menores tratados exclusivamente por ressecção cirúrgica apresentam recidiva. O interesse no microambiente tumoral (TME) cresceu muito na última década, em virtude dos papéis relevantes de células não neoplásicas e da matriz extracelular para a invasão tumoral e metástase. Macrófagos são o tipo celular imune mais abundante no TME de HNSCC, e seus números, e fenótipo são relacionados com a agressividade do tumor e resposta ao tratamento. Contudo, estudo in vitro comumente utilizam sistemas bidimensionais de cultura, os quais não recapitulam aspectos essenciais do TME, particularmente sua natureza tridimensional e a presença de componentes específicos da matriz extracelular. O objetivo desta proposta é viabilizar uma nova colaboração internacional em pesquisa para o desenvolvimento de um modelo tridimensional de TME no qual as interações entre macrófagos e células de HNSCC possam ser estudadas no contexto da sinalização via integrinas. Esta proposta inicial de colaboração pretende gerar dados de suporte/relevância que serão utilizados na elaboração de um futuro projeto em colaboração a ser submetido, incluindo o intercâmbio de estudantes de pós-graduação. Os experimentos planejados nesta proposta também acrescentarão informações importantes ao projeto atualmente financiado pela FAPESP (Dr Rossa) e podem validar alvos terapêuticos e proporcionar novas abordagens/estratégias terapêuticas para melhorar o sucesso do tratamento de pacientes com HNSCC. (AU)