Busca avançada
Ano de início
Entree

Perda da diferenciação da célula folicular induzida pelo cluster de miRNA miR-17-92 é atenuado pelo silenciamento por CRISPR/Cas9n no câncer anaplásico de tireóide

Processo: 19/24834-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de abril de 2020 - 30 de setembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Edna Teruko Kimura
Beneficiário:Edna Teruko Kimura
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Edição de RNA  Endocrinologia  MicroRNAs 

Resumo

A perda da expressão de marcadores de diferenciação tirodiana como NIS e, consequentemente refratariedade ao radioiodo é observada no carcinoma papilifero agressivo e no carcinoma anaplásico que pode apresentar a mutação BRAFV600E. A ativação do oncogene BRAFV600E induz a expressão do cluster miR-17-92 na célula folicular tiroidiana. MicroRNAs (miRNAs) são pequenos RNAs endógenos (~22nt) não codificantes que regulam a expressão gênica pós-transcricionalmente. miR-17-92 está super-expresso no carcinoma anaplásico e tem como alvos potenciais fatores transcricionais tiroidianos e vias de sinalização supressoras de tumor. Neste estudo, investigamos o papel do cluster miR-17-92 na diferenciação e função tiroidiana. O silenciamento de miR-17-92 foi realizado através da edição gênica guiada por CRISPR/Cas9n no gene de miR-17-92 em linhagem de carcinoma anaplásico de tiroide KTC2; o cluster miR-17-92 foi super-expresso em linhagem PCCl3 de tiroide para avaliar sua influência na diferenciação e função tiroidiana. Neste estudo, mostramos que a edição do gene miR-17-92 com CRISPR/Cas9n resulta em indução da diferenciação celular (expressão de NIS, TPO, TG, PAX8 e NKX2-1) em linhagem KTC2 e inibi a migração e proliferação celular, esta ultima associada à restauração da responsividade da via de TGF². Por outro lado, a indução de miR-17-92 em célula folicular tiroidiana normal inibi a diferenciação e induz efeitos pro-oncogênicos como o bloqueio da via de TGF² e indução da migração. Desta forma, miR-17-92 é um potente regulador da diferenciação tiroidiana e a edição gênica via CRISPR/Cas9 é eficiente para silenciar sua expressão no carcinoma anaplásico de tiroide e melhorar a diferenciação celular. Assim, miR-17-92 seria um alvo potencial para terapias moleculares a fim de se restaurar a diferenciação celular e a expressão de NIS no carcinoma agressivo da tiroide. (AU)