Busca avançada
Ano de início
Entree

Assinatura de elementos terras raras em águas superficiais e subterrâneas, solos e rochas da Bacia do Rio Corumbataí, em Analândia, SP

Processo: 19/22672-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2020 - 31 de julho de 2022
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Ana Elisa Silva de Abreu
Beneficiário:Ana Elisa Silva de Abreu
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IG). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Pesq. associados:Jacinta Enzweiler ; Sueli Yoshinaga Pereira
Assunto(s):Geologia ambiental  Hidrogeoquímica  Geoquímica ambiental  Marcadores  Terras raras  Poluição difusa  Ações antrópicas  Ação antrópica negativa  Rochas  Análise do solo  Águas subterrâneas 

Resumo

Os elementos terras raras (ETR) são considerados contaminantes emergentes e o estabelecimento de valores naturais permite a identificação e regulamentação da poluição antrópica. A pesquisa visa estabelecer a distribuição dos ETR em rochas e solos, águas subterrâneas (coletadas em nascentes) e águas superficiais na região de montante da bacia hidrográfica do rio Corumbataí, em Analândia, SP, onde afloram rochas das Formações Piramboia, Botucatu, Serra Geral e Itaqueri. Buscar-se-á compreender a distribuição dos ETR dissolvidos nas matrizes água subterrânea e água superficial, a ocorrência de sazonalidade destas concentrações e avaliar a sua correlação com a distribuição dos ETR nos solos e rochas. Na bacia hidrográfica selecionada para estudo os usos do solo são predominantemente rurais e as principais fontes antrópicas de ETR esperadas são a aplicação de fertilizantes fosfatados, a calagem e a gessagem. A utilização das concentrações de ETR em águas superficiais como marcadores de poluição difusa causada por fertilizantes foi relatada nos trabalhos de Lawrence et al. (2006) e Moller et al. (2014). Como na área de estudo parte das sub-bacias apresenta exclusivamente usos do solo não poluentes e noutra parte há o emprego de fertilizantes e corretivos de solo, espera-se que, por meio de correlação dos padrões e anomalias de ETR com os usos do solo, tipos de rochas e solos em sub-bacias específicas, seja possível utilizar as concentrações dos ETR como marcadores de poluição difusa, especialmente aquela derivada da cultura de cana-de-açúcar. (AU)