Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigando fatores de risco para o desencadeamento de um episódio agudo de dor lombar de pacientes que buscam por atendimento em setores emergenciais

Processo: 19/21314-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2020 - 31 de março de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Luciola da Cunha Menezes Costa
Beneficiário:Luciola da Cunha Menezes Costa
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão. Universidade Cidade de São Paulo (UNICID). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Leonardo Oliveira Pena Costa
Assunto(s):Dor lombar  Fisioterapia  Fatores de risco 

Resumo

A dor lombar é uma condição altamente prevalente e é considerada a principal causa de anos vividos com incapacidade mundialmente. A dor lombar pode ser desencadeada pela influência de diversos fatores, como aspectos individuais, estresse físico e psicológico. Entender os fatores que aumentam o risco para o desencadeamento de um novo episódio de dor lombar é essencial para a criação de estratégias de prevenção. A maioria dos estudos prévios sobre fatores de risco para dor lombar identificaram fatores de longa exposição e não modificáveis. No entanto, estudos recentes têm concluído que uma exposição transitória a fatores de risco modificáveis pode aumentar de maneira substancial o risco para o desenvolvimento de um novo episódio de dor lombar. Essa proposta descreve três estudos distintos. O primeiro estudo tem desenho transversal, com 100 clínicos (fisioterapeutas/clinicos gerais), para investigar possíveis fatores percebidos que podem desencadear um episódio de dor lombar. O segundo estudo também tem desenho transversal, com 250 pacientes, para investigar possíveis fatores auto percebidos que podem desencadear um episódio de dor lombar. O terceiro estudo tem desenho de case-crossover, investigando fatores de risco, de exposição transitória, para um episódio de dor lombar em 250 indivíduos adultos, com um quadro agudo de dor lombar não-específica, que buscam por atendimento em departamentos emergenciais de hospitais em São Paulo. (AU)