Busca avançada
Ano de início
Entree

Filogenia, biogeografia e diversificação de cactos na América do Sul

Processo: 19/03211-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa BIOTA - Regular
Vigência: 01 de março de 2020 - 28 de fevereiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Vegetal
Pesquisador responsável:Evandro Marsola de Moraes
Beneficiário:Evandro Marsola de Moraes
Instituição-sede: Centro de Ciências Humanas e Biológicas (CCHB). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Sorocaba , SP, Brasil
Pesq. associados: Daniela Cristina Zappi
Assunto(s):Biogeografia  Biodiversidade  Filogenia molecular  Genômica  Sequenciamento de nova geração  Cactus  América do Sul 

Resumo

A expansão de ambientes áridos e semiáridos no globo é frequentemente associada às alterações climáticas que ocorreram entre o Mioceno e o Plioceno. Apesar da relevância desses eventos climáticos para a diversificação de plantas em ambientes xéricos (secos), poucos estudos têm sido conduzidos sobre o papel da expansão da aridez como mecanismo de diversificação na América do Sul. Aliado a expansão da aridez, outros fatores bióticos devem estar envolvidos na diversificação de táxons associados a ambientes xéricos, como observado em estudos com representantes da família Cactaceae. Devido à diversificação recente dessa família, filogenias moleculares empregando poucos marcadores moleculares não foram capazes de distinguir as relações de parentesco entre seus principais clados. Uma estratégia para obter maior acurácia e suporte nas inferências filogenéticas é utilizar dados genômicos aliados a abordagens filogenéticas coalescentes. O presente projeto visa investigar fatores bióticos e abióticos associados à diversificação da tribo Cereeae e identificar padrões evolutivos e ecológicos que possam testar hipóteses sobre a diversificação de táxons de ambientes xéricos na América do Sul. Utilizando sequenciamento de nova geração e abordagens filogenéticas comparativas, serão realizadas inferências sobre a história da distribuição geográfica, testes da relação entre variáveis bióticas e abióticas e alterações nas taxas de diversificação da tribo Cereeae. (AU)