Busca avançada
Ano de início
Entree

Seleção para crescimento e precocidade altera o metabolismo muscular de bovinos Nelore

Processo: 20/01162-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de maio de 2020 - 31 de outubro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Produção Animal
Pesquisador responsável:Saulo da Luz e Silva
Beneficiário:Saulo da Luz e Silva
Instituição-sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Assunto(s):Crescimento 

Resumo

Para esclarecer a relação entre potencial genético para crescimento e precocidade de bovinos de corte com o metabolismo musclular e perfil de metabolitos, realizados a análises metabolômica do músculo Longissimus lumborum (LL) de bovinos Nelore com divergente potencial genético para essas características (alto crescimento, AC; baixo crescimento, BC; alto precocidade, AP; baixa precocidade, BP). O potencial genético para o crescimento influenciou no metabolismo muscular proteico e energético, sendo que os animais de AC apresentaram maior concentração muscular de arginina, carnosina e leucina em comparação aos animais de BC. Os animais AP, por sua vez, apresentaram maior concentração de glutamina, betaína, creatinina, isoleucina, carnitina, acetil carnitina e menor concentração de glicose em comparação aos animais de BP, influenciando o metabolismo muscular proteico e de ácidos graxos. A intensidade da seleção (alta ou baixa) pôde ser correlacionada com as alterações no metabolismo muscular proteico, e o tipo de seleção (crescimento ou precocidade) com o metabolismo de ácidos graxos. Em conclusão, AG e AP parecem estar correlacionados com a mairo concentração de metabólitos proteicos e alterações nas vias metabólicas proteicas, enquanto a seleção por precocidade, com alterações no metabolismo de ácidos graxos em comparação com os animais selecionados para o crescimento. (AU)