Busca avançada
Ano de início
Entree

PROMOTEROME: isolamento e caracterização de promotores de planta para fins biotecnológicos

Processo: 19/12424-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa BIOEN - Regular
Vigência: 01 de maio de 2020 - 30 de abril de 2022
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Michael dos Santos Brito
Beneficiário:Michael dos Santos Brito
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Biologia vegetal  Biotecnologia  Biotransformação  Plantas geneticamente modificadas  Regiões promotoras genéticas  Clonagem  Energia renovável  Impactos ambientais 

Resumo

É cada vez maior a necessidade por fontes de energia renováveis com baixo impacto ambiental. Uma alternativa é a obtenção de plantas geneticamente modificadas com maior produção de biomassa para produção de combustíveis lignocelulósicos. Um dos principais gargalos para a obtenção de plantas geneticamente modificadas é a falta de promotores bem caracterizados como ferramenta para direcionar a expressão de genes previamente selecionados. Em cana de açúcar, uma das plantas com maior potencial para a geração de biomassa, esse gargalo se faz ainda maior dado o fato de que ainda há uma escassez de dados genômicos desta planta. Com base nisto, este projeto visa identificar e caracterizar novos promotores de cana, bem como, de plantas evolutivamente próximas para serem utilizados na engenharia genética de plantas para fins biotecnológicos. Para isso, a partir de dados de transcriptômica e genômica de plantas como: cana, sorgo e milho, genes com perfis de expressão de interesse (colmo, folha - ambos rico em acúmulo de biomassa) e constitutivo (expressão distribuída por toda planta) serão utilizados para análises in silico visando a busca das sequências de seus respectivos promotores. Posteriormente, serão desenhados quando possível primers específicos ou ainda degenerados para posterior amplificação e clonagem dos promotores previamente selecionados. Após a clonagem, será realizado o sequenciamento dos promotores para confirmação de suas respectivas sequencias. Ao final, será construído um banco de dados, inicialmente intitulado PROMOTEROME, contendo os dados de expressão e a sequencia de cada um dos promotores, bem como, os dados de análise in silico destes. Os dados aqui gerados poderão ser utilizados por outros grupos de pesquisa que partilham do mesmo interesse em Biotecnologia de plantas, bem como, em uma próxima fase do projeto PROMOTEROME para realizar a validação de alguns destes promotores através da fusão com genes repórteres e transformação de plantas modelo ou até mesmo para a construção de vetores de expressão para transformação de cana de açúcar. (AU)