Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel da morte de células epiteliais alveolares humanas na inflamação causada pelo 2019-nCoV e comprovação por análise do transcriptoma de pacientes infectados

Resumo

A infecção por 2019-nCoV resulta em pneumonia marcada por intensa inflamação. Ainda não há tratamento específico para a doença COVID 19. O fato de que a infecção por 2019-nCoV causa intensa inflamação patológica mostra que sobreviver à infecção é mais uma questão de tolerar o dano pulmonar (tolerância ao dano) do que propriamente controlar a carga viral (tolerância ao patógeno). Novas perspectivas para o tratamento de pneumonias envolvem as terapias direcionadas ao hospedeiro (Host directed therapies), e devem incluir medidas terapêuticas voltadas aos mecanismos de tolerância ao dano. O dano pulmonar na infecção por 2019-nCoV envolve a destruição de alvéolos pulmonares, como consequência da morte de células epiteliais alveolares infectadas, e a tempestade de citocinas. Comorbidades, como doenças pulmonares crônicas, obesidade, hipertensão, doenças cardiovasculares, entre outras, agravam a infecção causada pelo novo coronavírus. Este projeto tem três objetivos bem definidos: i. Estudar o papel da morte de células epiteliais alveolares humanas infectadas por 2019-nCoV, como mediadoras diretas da ativação de macrófagos; ii. Analisar o transcriptoma de pacientes com ou sem comorbidades com o propósito de relacionar os achados in vivo e in vitro; iii. Estabelecer correlações dos transcritos com as comorbidades. Esses objetivos alinham-se aos objetivos do Projeto Temático sob minha coordenação, visando à investigação de mecanismos que exacerbam a comorbidade asma e pneumonia aguda bacteriana e a comorbidade diabetes e tuberculose. Ao final do desenvolvimento do projeto, nosso propósito será elencar alvos moleculares a serem investigados como agonistas ou antagonistas farmacológicos em imunoterapias direcionadas para o hospedeiro com COVID-19 com ou sem comorbidades, visando à tolerância ao dano. Este projeto é uma proposta multicêntrica, que resulta da colaboração entre FMRP-USP, FCFRP-USP e Hospital São Paulo de Ribeirão Preto, em um esforço coletivo para compreender melhor a imunopatologia associada à COVID-19. As amostras de sangue periférico de pacientes e de indivíduos do grupo controle serão compartilhadas para a realização de diferentes metodologias e os dados coletados também serão compartilhados, caracterizando uma pesquisa robusta e fortalecendo vínculos de colaboração científica. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE CAMPOS FRAGA-SILVA, THAIS FERNANDA; MARUYAMA, SANDRA REGINA; SORGI, CARLOS ARTERIO; DE SOUSA RUSSO, ELISA MARIA; MORAIS FERNANDES, ANA PAULA; DE BARROS CARDOSO, CRISTINA RIBEIRO; FACCIOLI, LUCIA HELENA; DIAS-BARUFFI, MARCELO; DEPERON BONATO, VANIA LUIZA. COVID-19: Integrating the Complexity of Systemic and Pulmonary Immunopathology to Identify Biomarkers for Different Outcomes. FRONTIERS IN IMMUNOLOGY, v. 11, . (20/05207-6, 17/21629-5, 20/05270-0)
POTJE, SIMONE R.; COSTA, TIAGO J.; FRAGA-SILVA, THAIS F. C.; MARTINS, RONALDO B.; BENATTI, MAIRA N.; ALMADO, CARLOS E. L.; DE SA, KEYLA S. G.; BONATO, VANIA L. D.; ARRUDA, EURICO; LOUZADA-JUNIOR, PAULO; et al. Heparin prevents in vitro glycocalyx shedding induced by plasma from COVID-19 patients. Life Sciences, v. 276, . (17/25116-2, 16/21239-0, 13/08216-2, 20/05270-0)
FERREIRA DE MIRANDA SANTOS, ISABEL KINNEY; DE BARROS CARDOSO, CRISTINA RIBEIRO. Commentary on ``Complement C3 vs C5 inhibition in severe COVID-19: Early clinical findings reveal differential biological efficacy `` by DC Mastellos et al.. Clinical Immunology, v. 222, . (20/05270-0)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.