Busca avançada
Ano de início
Entree

Comprometimento pulmonar induzido pela crotoxina: papel dos receptores nicotínicos de acetilcolina e prostanóides derivados da COX

Processo: 20/03935-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de maio de 2020 - 31 de outubro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Toxicologia
Pesquisador responsável:Suely Vilela
Beneficiário:Suely Vilela
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Mediadores lipídicos  Crotoxina 

Resumo

O comprometimento respiratório observado nos acidentes pela serpente Crotalus durissus terrificus (C.d.t.) é uma condição patológica importante. Considerando que a crotoxina (CTX), uma fosfolipase A2, é o principal componente da peçonha de C.d.t., o presente trabalho investigou os efeitos da toxina na insuficiência respiratória. A função pulmonar, morfologia e os marcadores solúveis foram avaliados em camundongos suíços machos, e o mecanismo foi determinado usando drogas / inibidores da via de biossíntese dos eicosanóides e do sistema nervoso autônomo. Foi observado uma insuficiência respiratória aguda nos animais, com uma fase precoce (em duas horas) caracterizada por maior presença de eicosanóides, incluindo prostaglandina E2 - responsáveis pelo aumento da permeabilidade vascular no pulmão. As alterações da fase precoce foram inibidas pela indometacina. A fase tardia (pico de 12 horas) foi marcada por infiltração de neutrófilos, presença de citocinas / quimiocinas pró-inflamatórias e alterações morfológicas caracterizadas por espessamento septal alveolar e broncoconstrição. Além disso, a função mecânica pulmonar estava comprometida, com diminuição da complacência pulmonar e capacidade inspiratória. O hexametônio, um antagonista nicotínico do receptor de acetilcolina, diminuiu os danos na fase tardia, indicando que o comprometimento pulmonar induzido por CTX poderia estar associado à transmissão colinérgica. Os resultados relatados destacam o impacto da CTX no comprometimento respiratório e introduzem o uso de bloqueadores nicotínicos e inibidores da biossíntese de prostanóides como possível terapia sintomática aos envenenamentos por Crotalus durissus terrificus. (AU)