Busca avançada
Ano de início
Entree

A insulina modula o fenótipo da célula imune na inflamação alérgica pulmonar e aumenta a resistência pulmonar em camundongos diabéticos

Processo: 20/00194-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de maio de 2020 - 31 de outubro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia
Pesquisador responsável:Joilson de Oliveira Martins
Beneficiário:Joilson de Oliveira Martins
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Diabetes mellitus  Asma  Inflamação  Insulina 

Resumo

Introdução: Relatórios demonstram que o aparecimento de diabetes mellitus (DM) em pacientes previamente diagnosticados com asma diminui os sintomas asmáticos, enquanto a insulina agrava a asma. O presente estudo avaliou o efeito modulador da insulina no desenvolvimento de inflamação alérgica das vias aéreas em camundongos diabéticos. Materiais e métodos: Para avaliar os efeitos da deficiência relativa de insulina, um modelo experimental de diabetes foi induzido por uma dose única de aloxano (50 mg / kg, i.v.). Após 10 dias, os camundongos foram sensibilizados com ovalbumina [OVA, 20 ¼g e 2 mg de Al (OH) 3, i.p.]. A imunização de reforço foi realizada 6 dias após a primeira sensibilização [20 ¼g de OVA e 2 mg de Al (OH) 3, i.p.]. O desafio OVA (1 mg / mL) foi realizado por nebulização diária por 7 dias. Os animais diabéticos foram tratados com doses múltiplas de protamina neutra Hagedorn (NPH) antes de cada desafio com OVA. Os seguintes parâmetros foram medidos 24 h após o último desafio: a) os níveis de p38 MAP cinase, ERK 1/2 MAP cinases, JNK, STAT 3 e STAT 6 em homogenatos pulmonares; b) os perfis séricos das imunoglobulinas IgE e IgG1; c) as concentrações de citocinas (IL-4, IL-5, IL-10, IL-13, TNF-±, VEGF, TGF-² e IFN-³) nos homogenatos pulmonares; d) células recuperadas do líquido de lavagem broncoalveolar (LBA); e) os perfis de células imunes na medula óssea, pulmão, timo e baço; ef) mecânica pulmonar usando métodos invasivos (FlexiVent) e não invasivos (BUXCO). Resultados: Comparados aos camundongos não diabéticos desafiados por OVA, os animais diabéticos desafiados por OVA apresentaram diminuições em ERK 1 (2 vezes), ERK 2 (7 vezes), JNK (fósforo-54) (3 vezes), JNK / SAPK ( 9 vezes), STAT3 (4 vezes), os níveis de imunoglobulinas, incluindo IgE (1 vezes) e IgG1 (3 vezes), citocinas, incluindo citocinas de perfil Th2 como IL-4 (2 vezes), IL -5 (2 vezes), IL-13 (4 vezes), TNF-± (2 vezes), VEGF (2 vezes) e TGF-² (2 vezes), infiltrados inflamatórios (14 vezes) , Células T, células NK, células B e eosinófilos na medula óssea, pulmão, timo e baço e hiper-reatividade das vias aéreas. O STAT6 estava ausente e nenhuma eosinofilia foi observada no LBA. O tratamento com insulina restaurou todos os parâmetros.Conclusão: Os dados sugerem que a insulina modula os fenótipos das células imunes e a hiperresponsividade brônquica no desenvolvimento de inflamação alérgica das vias aéreas em camundongos diabéticos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FERREIRA, SABRINA S.; OLIVEIRA, MARIA A.; TSUJITA, MARISTELA; NUNES, FERNANDA P. B.; CASAGRANDE, FELIPE B.; GOMES, ELIANE; RUSSO, MOMTCHILO; TAVARES DE LIMA, WOTHAN; MARTINS, JOILSON O. Insulin Modulates the Immune Cell Phenotype in Pulmonary Allergic Inflammation and Increases Pulmonary Resistance in Diabetic Mice. FRONTIERS IN IMMUNOLOGY, v. 11, FEB 11 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.