Busca avançada
Ano de início
Entree

Revista Latinoamericana de Psicopatologia Fundamental

Processo: 19/26383-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Periódico
Vigência: 01 de junho de 2020 - 30 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Tratamento e Prevenção Psicológica
Pesquisador responsável:Ana Maria Galdini Raimundo Oda
Beneficiário:Ana Maria Galdini Raimundo Oda
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Psiquiatria  Psicopatologia  Psicanálise  Subjetividade  Estudos interdisciplinares  Artigo científico  Periódicos científicos  Publicações de divulgação científica 

Resumo

A "Revista Latinoamericana de Psicopatologia Fundamental" (RLPF) é um periódico trimestral, que vem em publicação regular e ininterrupta desde 1998, atualmente em seu volume 22 (2019), classificada como A2 (Qualis-Capes - área mãe de Psicologia). Desde o ano de 2018, é um periódico publicado exclusivamente em formato eletrônico e em acesso aberto. A RLPF é órgão oficial da Associação Universitária de Pesquisa em Psicopatologia Fundamental, sociedade científica internacional que reúne pesquisadores, professores doutores e doutorandos de universidades públicas e privadas. A missão da RLPF é publicar trabalhos científicos que contribuam para o avanço da clínica e da teoria em psicopatologia, com foco no sofrimento psíquico e na subjetividade. Seu escopo abrange não somente pesquisas relacionadas às clínicas da psicologia, da psicanálise e da psiquiatria em sentido estrito,mas também a subjetividade em suas articulações mais amplas com a história, a filosofia, as ciências sociais, as artes e a cultura em geral. A RLPF está indexada na SciELO, conta com submissão de manuscritos on line e processo de revisão por pares. Atualmente, a RLPF é dirigida por duas editoras responsáveis e por treze editores associados, ligados a várias universidades do Brasil e do exterior, assim como os membros do Conselho Editorial e do Conselho Científico. São professores da Universidade Estadual de Campinas, SP: uma das editoras responsáveis (a solicitante) e quatro editores associados. (AU)