Busca avançada
Ano de início
Entree

Plano Anual de Aplicação da Reserva Técnica para Infraestrutura Institucional de Pesquisa - 2019 (ano base 2018)

Processo: 19/27352-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Reserva Técnica para Infra-estrutura Institucional de Pesquisa
Vigência: 01 de abril de 2020 - 31 de março de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Radiologia Odontológica
Pesquisador responsável:Francisco Haiter Neto
Beneficiário:Francisco Haiter Neto
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Reserva técnica  Infraestrutura  Universidade pública  Radiologia 

Resumo

A FOP possui atualmente sete Programas de Pós-Graduação. Na última avaliação da CAPES, referente ao quadriênio 2014-2017, quatro Programas da FOP receberam notas correspondentes à excelência em Pós-Graduação, sendo dois notas 7 e dois notas 6. Tal avaliação situa a FOP em níveis bastante elevados, considerando-se o ensino de Pós-Graduação. Dos onze Programas de Pós-Graduação com notas de excelência (notas 6 e 7) na área de Odontologia da CAPES, quatro estão na FOP. Outros critérios sedimentam esta liderança da FOP na pesquisa, como o número de Bolsas de Produtividade em Pesquisa concedidas pelo CNPq para a área de Odontologia. Aproximadamente 2% do total nacional de bolsas, na área de Odontologia, são concedidas a professores da FOP. O número de alunos de Pós-Graduação também é significativo, mais de 500 alunos ativos em Mestrado, Doutorado e Mestrado Profissional, que desenvolvem suas teses em cerca de 80 linhas de pesquisa, orientados por pouco menos de 80 docentes da casa e similar número de pesquisadores/professores colaboradores. Desde o início das atividades de Pós-Graduação, cerca de 2000 dissertações de Mestrado e 1500 teses de Doutorado foram defendidas na FOP. 45% dos docentes da FOP já realizaram Pós-Doutorado no exterior. Ainda que o desempenho da Pós-Graduação e de pesquisa na FOP seja digno de nota, a infraestrutura institucional está aquém do desejável. O prédio onde a FOP se localiza é relativamente antigo, tendo sido inaugurado em 1977 e sofre do inevitável envelhecimento, a manutenção é básica, causada pelas restrições orçamentárias. Assim, torna-se premente a necessidade de melhorar as condições de infraestrutura para a pesquisa de forma a manter as condições de trabalho minimamente adequadas para alunos e docentes de Pós-Graduação da FOP. Com verba concedida pela FAPESP referente parcela da Reserva Técnica Institucional 2017-2018, foi adquirido um gerador de energia de 750 KVA a fim de atender a faculdade na sua totalidade, cobrindo todos os Departamentos, Áreas e Laboratórios. A próxima etapa, será a instalação desse novo gerador, a qual será custeada com recursos provenientes da Reserva Institucional 2019. (AU)