Busca avançada
Ano de início
Entree

Kelvin+: um software de termografia plug and play

Processo: 19/08993-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de setembro de 2020 - 31 de maio de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Jhonata Emerick Ramos
Beneficiário:Jhonata Emerick Ramos
Empresa:Roentgen Tecnologia Ltda
CNAE: Desenvolvimento de programas de computador sob encomenda
Município: Sarapuí
Pesq. associados:Felipe Barjud Pereira Do Nascimento ; Felipe Brunetto Tancredi ; Pedro Moura Gonçalves ; Thiago Henrique de Paulo Lima
Assunto(s):Aprendizado computacional  Diagnóstico  Lesões no esporte  Termografia  Infravermelho  Ondas de Kelvin 

Resumo

O Futebol é o esporte mais praticado no mundo e responsável pela movimentação de US$ 0.5 trilhão ao ano na economia mundial. O alto índice de lesões em jogadores de futebol profissional e custos associados a tratamentos e queda de desempenho do jogador/equipe, têm levado a busca por novas formas de prevenção. A termografia por infravermelho (IRT) é uma técnica de imagem capaz de detectar alterações no padrão de temperatura cutânea suprajacente a diferentes conjuntos musculares, tais como as que se observam em regiões acometidas por, ou propensas a lesões do esporte. A análise de aptidão muscular por IRT já foi incorporada a dois produtos comerciais, mas a difusão dessa técnica ainda é lenta em razão das dificuldades de aplicação em cenários mais dinâmicos, tais como avaliando jogadores em um dia agitado de partida por torneio. O objetivo deste projeto é criar e testar um novo método para monitoramento da aptidão muscular por termografia que dependa o mínimo possível de interferência humana, cuja captura e análise de imagens seja descomplicada, e que seja capaz de emitir alertas sobre risco de lesões musculares de maneira instantânea. Isto é, pretendemos, com apoio da FAPESP, dar vida a um assistente virtual para auxílio no diagnóstico e prevenção de lesões musculares do esporte. Os testes de validação dessa nova ferramenta serão realizados utilizando-a para acompanhar os termogramas de uma equipe de jogadores de Futebol de campo profissional da primeira divisão do campeonato brasileiro durante um período de 3 meses. (AU)