Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise cladística do gênero Bruggmanniella Tavares (Diptera, Cecidomyiidae, Asphondyliini) com inferências evolucinárias da associação galhador-planta hospedeira e descrição de uma nova espécie brasileira

Processo: 20/00306-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de julho de 2020 - 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Carlos José Einicker Lamas
Beneficiário:Carlos José Einicker Lamas
Instituição-sede: Museu de Zoologia (MZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Filogenia  Morfologia 

Resumo

Neste estudo, apresentamos uma análise filogenética do gênero Bruggmanniella Tavares com base em características morfológicas. As análises cladísticas foram realizadas utilizando 57 caracteres de 26 espécies. Todas as espécies de Bruggmanniella, exceto B. byrsonimae, foram selecionadas como como interno e os gêneros Asphondylia Loew, Bruggmannia Tavares, Illiciomyia Tokuda, Parazalepidota Maia, Pseudasphondylia Monzen, Schizomyia Kieffer, e Lopesia Rübsaamen como grupo externo. Usamos caracteres de larvas, pupas, adultos e galhas. Os resultados deste estudo sustentaram Bruggmanniella como o grupo irmão de Pseudasphondylia. Bruggmanniella actinodaphnes Tokuda e Yukawa e B. cinnamomi Tokuda e Yukawa foram transferidos para o gênero Pseudasphondylia (Pseudasphondylia actinodaphnes (Tokuda e Yukawa) comb. nov. e Pseudasphondylia cinnamomi (Tokuda e Yukawa) comb. nov.). O novo gênero Odontokeros gen. nov. foi erigido para a espécie única Odontokeros brevipes (Lin, Yang & Tokuda) comb. nov. Além disso, descrevemos uma nova espécie brasileira, Bruggmanniella miconia Garcia, Lamas e Urso-Guimarães sp. nov. As chaves de identificação para as espécies do Novo Mundo de Bruggmanniella são apresentadas. (AU)