Busca avançada
Ano de início
Entree

Autofagia e suas implicações no desenvolvimento de canais resiníferos em Anacardium humile A. St.-Hill. (Anacardiaceae)

Processo: 19/19916-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2020 - 30 de abril de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Morfologia Vegetal
Pesquisador responsável:Silvia Rodrigues Machado
Beneficiário:Silvia Rodrigues Machado
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Pesq. associados:Daniela Carvalho dos Santos ; Elton Luiz Scudeler
Assunto(s):Anacardiaceae  Autofagia 

Resumo

Autofagia é um dos principais processos catabólicos em células eucarióticas, altamente conservado em animais e plantas, classificada em macroautofagia e a microautofagia, além de tipos adicionais pouco estudados (autofagia específica e megaautofagia). Embora o papel da autofagia em resposta a estresses ambientais e nos processos normais de desenvolvimento das plantas seja relativamente conhecido, suas implicações no desenvolvimento de sistemas secretores permanecem pouco compreendidas. Exceto para laticíferos e nectários de poucas espécies vegetais, há uma grande lacuna no conhecimento considerando a diversidade morfológica e funcional de estruturas secretoras, além de grupos taxonômicos pouco estudados, em especial aqueles de distribuição tropical. Canais secretores são sítios de produção e armazenamento de substâncias diversas muitas delas com uso medicinal, farmacológico e industrial, como é o caso dos canais resinosos de Anacardiaceae. Embora estudos microscópicos focados no modo de formação e desenvolvimento inicial dos canais secretores em representantes desta família apontem indícios de autofagia, processos autofágicos não foram adequadamente explorados ou sequer mencionados. Utilizando técnicas de rotina e avançadas de microscopia de luz e eletrônica de transmissão, o objetivo deste estudo é caracterizar o processo autofágico durante o desenvolvimento de canais resinosos no eixo vegetativo de Anacardium humile A. St.-Hil., um representante subarbustivo de Anacardiaceae nativo do Cerrado. Os dados obtidos serão discutidos à luz da biologia celular visando identificar o (s) tipo (s) de autofagia e compreender suas implicações no desenvolvimento do canal secretor para a espécie estudada, bem como, contribuir para aprofundar as discussões sobre a regulação de autofagia em condições naturais. (AU)