Busca avançada
Ano de início
Entree

Resiliência Organizacional e a dinâmica orçamentária em Cidades Contemporâneas

Processo: 19/01182-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2020 - 30 de abril de 2022
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Administração - Ciências Contábeis
Pesquisador responsável:André Carlos Busanelli de Aquino
Beneficiário:André Carlos Busanelli de Aquino
Instituição-sede: Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto (FEARP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Pesq. associados: André Feliciano Lino ; Ileana Steccolini ; Vivien Barbara Lowndes
Assunto(s):Orçamento público  Responsabilidade fiscal  Contabilidade pública 

Resumo

O presente projeto analisa como a dinâmica orçamentária condiciona/limita a resiliência financeira de administrações públicas em regiões metropolitanas. O projeto é exploratório e é uma continuidade da fase piloto financiada pelo Institute of Global Innovation da Universidade de Birmingham, que fez estudos de campo em 4 capitais brasileiras (São Paulo, Manaus, Belém e Goiânia). Na primeira fase a seleção dos casos foi validada pela variabilidade dos construtos centrais: vulnerabilidade pré-choque exógeno, e respostas dadas pelo governo, além de ter aprimorado o protocolo. As 4 cidades foram selecionadas por amostragem teórica. Na fase proposta para este projeto, a administração das cidades será acompanhada de forma semi-presencial pelo período de 12 meses pelos pesquisadores brasileiros dessa equipe. Os gestores selecionados para serem respondentes concordaram em informar periodicamente os principais desafios, o processo de deliberação e escolhas, assim como as justificativas para as principais pressões daquela área. O material coletado será analisado qualitativamente em uma análise indutiva para explicar como que a dinâmica orçamentária condiciona/limita as prefeituras dessas capitais a acomodarem as pressões decorrentes e acumuladas na crise de 2014. Os resultados têm potencial de indicar como e porque questões como equilibro fiscal e a entrega de serviços públicos de qualidade são desafiadas na presença de tensões ou crises, e como isso poderia ser evitado. O projeto é parte do grupo de pesquisa multidisciplinar implementado no Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo. (AU)