Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise espaço-temporal do uso e cobertura da terra no Estado de São Paulo utilizando técnicas de sensoriamento remoto

Processo: 19/19371-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2020 - 30 de abril de 2022
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Florestais e Engenharia Florestal - Conservação da Natureza
Pesquisador responsável:Yosio Edemir Shimabukuro
Beneficiário:Yosio Edemir Shimabukuro
Instituição-sede: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). São José dos Campos , SP, Brasil
Pesq. associados: Andeise Cerqueira Dutra ; Egidio Arai ; Francielle da Silva Cardozo ; Gabriel Pereira ; Guilherme Augusto Verola Mataveli ; Henrique Luis Godinho Cassol ; Paulo Roberto Martini ; Valdete Duarte
Assunto(s):Sensoriamento remoto  Análise espaço-temporal  Sensores remotos  Monitoramento 

Resumo

O objetivo deste projeto é mapear, monitorar e analisar as mudanças no uso e cobertura da terra entre 1970 e 2020 no estado de São Paulo, utilizando técnicas de Sensoriamento Remoto e geoprocessamento. Para isto, serão utilizadas informações adquiridas por diversos sensores remotos orbitais com diferentes resoluções espectrais, espaciais e temporais (Landsat MSS, TM, ETM+, OLI; Sentinel-2 MSI; Terra MODIS; PROBA-V; CBERS-4 WFI, MUX, PAN; SRTM; RapidEye; Worldview, VIIRS). Além disso, serão coletadas informações auxiliares em áreas selecionadas do estado de São Paulo relacionadas à vegetação, hidrografia, ao substrato geológico e geomorfológico, às estimativas de áreas urbanas e emissões dos gases de efeito estufa. Tais informações contribuirão para responder à seguinte questão: Quais são as principais trajetórias de mudança de uso e cobertura da terra no estado de São Paulo nos últimos 50 anos? Primeiramente, será formado um banco de dados geográficos no sistema SPRING desenvolvido no INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais). Em seguida, serão aplicadas técnicas de processamento digital de imagens que permitam realçar as informações de interesse para mapear e monitorar o estado de São Paulo, mais especificamente referentes à delimitação da distribuição espaço-temporal da vegetação nativa, agricultura e expansão urbana. Além disso, a análise qualitativa do berço geológico-morfológico que sustenta a vegetação do estado, como também quantitativa de emissões da queima de biomassa, será realizada. Os resultados esperados são importantes para entender os padrões atuais de uso e cobertura da terra, com o intuito de fornecer informações que possam subsidiar o planejamento e manejo dos recursos do estado de São Paulo e a sua governança. (AU)