Busca avançada
Ano de início
Entree

Mecanismos moleculares associados à patogenicidade e resistência em fungos: estratégias para o tratamento de dermatofitoses

Processo: 19/22596-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de maio de 2020 - 30 de abril de 2025
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Molecular e de Microorganismos
Pesquisador responsável:Nilce Maria Martinez-Rossi
Beneficiário:Nilce Maria Martinez-Rossi
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Pesquisadores principais:Antonio Rossi Filho
Pesq. associados:Fausto Bruno dos Reis Almeida ; Pablo Rodrigo Sanches
Assunto(s):Virulência  Resistência a medicamentos  Fungos patogênicos  Trichophyton rubrum  Dermatófitos  Micoses  Tinha 

Resumo

O dermatófito Trichophyton rubrum é o fungo patogênico de maior incidência em casos clínicos de micoses superficiais em pele e unha humanas. Ainda que estas infecções sejam amplamente disseminadas, os mecanismos associados ao sucesso na interação patógeno-hospedeiro, e os fatores relacionados à resistência a drogas permanecem incompreendidos. Tendo em vista o controle das infecções causadas por estes fungos, grandes esforços em pesquisas estão sendo direcionados, buscando por possíveis alvos celulares a serem utilizados no desenvolvimento de novas drogas com atividade antifúngica. Para tanto, identificar os fatores envolvidos na patogenicidade deste dermatófito, avaliando genes específicos e vias metabólicas moduladas durante o processo infeccioso é primordial. Assim sendo, são objetivos deste projeto: (1) a elucidação das vias de sinalização celular reguladas pelos fatores de transcrição StuA, Ap1, PacC, e HacA durante a interação com o hospedeiro; (2) identificação de fatores associados à modulação da resposta imune inata durante a interação patógeno-hospedeiro; (3) análise sistemática comparativa de transcriptomas, visando identificar enzimas cruciais para o metabolismo e adaptação dos fungos frente a diferentes condições de cultivo; (4) identificação de possíveis alvos moleculares para o desenvolvimento de antifúngicos, e (5) explorar e validar estratégias para o tratamento de dermatofitoses. Ao final do projeto pretendemos contribuir para o entendimento das relações estabelecidas entre este fungo clinicamente importante e o hospedeiro humano, bem como buscar alternativas viáveis e eficientes para o tratamento das dermatofitoses. (AU)