Busca avançada
Ano de início
Entree

BioBOT: desenvolvimento do equipamento de liberação autônoma de ovos parasitados para controle biológico de precisão através de Aeronaves Remotamente Pilotadas

Processo: 19/13501-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de junho de 2020 - 31 de maio de 2022
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Elétrica - Eletrônica Industrial, Sistemas e Controles Eletrônicos
Pesquisador responsável:Fernando Garcia Nicodemos
Beneficiário:Fernando Garcia Nicodemos
Empresa:NCB Sistemas Embarcados Ltda
CNAE: Fabricação de aparelhos e equipamentos de medida, teste e controle
Comércio atacadista de máquinas e equipamentos para uso comercial; partes e peças
Serviços de engenharia
Município: São José dos Campos
Vinculado ao auxílio:16/22572-4 - BioBOT: desenvolvimento de um novo equipamento para liberação autônoma de ovos parasitados através de aeronaves remotamente pilotadas, AP.PIPE
Bolsa(s) vinculada(s):21/03241-5 - Desenvolvimento do sistema de software de gerenciamento baseado em nuvem e aplicativo planejador de missão integrados ao liberador de ovos parasitados BioBOT., BP.TT
20/12851-9 - Desenvolvimento do sistema de software de gerenciamento baseado em nuvem e aplicativo planejador de missão integrados ao BioBOT., BP.TT
20/08427-7 - Desenvolvimento do sistema embarcado de liberação autônoma de ovos avulsos parasitados BioBOT para aeronaves remotamente pilotadas, BP.TT
20/08426-0 - Desenvolvimento do sistema de software de gerenciamento baseado em nuvem e aplicativo planejador de missão integrados ao BioBOT, BP.TT
Assunto(s):Automação  Veículos guiados remotamente  Agricultura de precisão  Veículos aéreos não tripulados  Controle biológico  Trichogramma galloi 

Resumo

O procedimento mais comum utilizado atualmente para realização do controle biológico de pragas é a distribuição manual de pequenos pedaços de papelão contendo ovos parasitados em seu interior. Estes são depositados em intervalos pré-definidos de modo a garantir a cobertura da área desejada. Apesar de já ocupar com sucesso seu espaço em campo, esse procedimento é um fator limitador para cobertura de grandes áreas. É caracterizado pela baixa eficiência e precisão, além do fato de ser custoso no tempo e exigir uma quantidade muito grande de colaboradores. Atualmente, a NCB opera comercialmente uma versão do Sistema Embarcado de Controle Biológico Automático (SECa-BuG), desenvolvido para substituir o procedimento apresentado anteriormente. Essa versão foi projetada especialmente para operar em aeronaves (agrícolas ou leves) para cobrir maiores áreas, porém devido aos requisitos da aplicação foi adaptado em motocicletas. Esse primeiro nível de automação já trouxe diversos benefícios, como o aumento da eficiência e uma grande redução da carga e tempo de trabalho. Entretanto, ainda existe a dificuldade de acesso com as motos em terrenos acidentados ou tomados pela erosão e a aeronave agrícola, por exemplo, tampouco atende ao propósito pelo fato de o seu custo operacional ser desproporcional com a carga paga a ser liberada no controle biológico. Nesse contexto, a principal meta deste projeto de pesquisa PIPE fase 2 é a continuação do desenvolvimento do BioBOT, um equipamento para controle ótimo da taxa de liberação de ovos avulsos parasitados e operação autônoma utilizando Aeronaves Remotamente Pilotadas em voos de baixíssima altitude. Será realizado também o desenvolvimento do sistema de software com conectividade por nuvem para gerenciamento e planejamento integrados ao BioBOT. É um sistema dedicado às aplicações do controle biológico de precisão que permite o faturamento automático, apresentação de indicadores e geração de relatórios exclusivos sobre os resultados da liberação em campo. (AU)