Busca avançada
Ano de início
Entree

Modulação de ácidos lipoteicóicos e exopolissacarídeos previne o acúmulo de biofilme de Streptococcus mutans

Processo: 20/06573-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de julho de 2020 - 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Marlise Inêz Klein Furlan
Beneficiário:Marlise Inêz Klein Furlan
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Matriz extracelular  Exopolissacarídeos  Microbiologia oral  Biofilmes  Streptococcus mutans 

Resumo

A cárie é uma doença dependente da dieta e do biofilme. Streptococcus mutans contribuição para o biofilme cariogênico através da produção de uma matriz extracelular rica em exopolissacarídeos e de ácidos. Este estudo objetivou determinar o efeito de tratamentos tópicos com o composto 1771 (agente que modula o metabolismo de ácidos lipoteicóicos - ALT) e miricetina (agente que afeta a síntese de exopolissacarídeos) em biofilmes de S. mutans. Foram formados biofilmes in vitro com a cepa S. mutans UA159 sobre discos de hidroxiapatita cobertos por película salivar, alternando meio de cultura com sacarose 0,1% e sacarose 0,5% e amido 1%. Dois tratamentos diários com ambos os agentes isolados ou combinados ou não com fluoreto: composto1771 (2,6 µg/mL), miricetina (500 µg/mL), 1771+ miricetina, fluoreto (250 ppm), 1771+fluoreto, miricetina +fluoreto, 1771+ miricetina+fluoreto, and veículo. Os biofilmes foram avaliados usando métodos microbiológicos, bioquímicos, de imagem e de expressão gênica. O tratamento com o composto 1771 isolado resultou em menor quantidade de células viáveis, biomassa, exopolissacarídeos e ALT extracelular. Porém, a combinação composto 1771+flúor+miricetina reduziu 3 logs da população de S. mutans, 60% da biomassa, 74% e 85% de exopolissacarídeos solúveis e de exopolissacarídeos insolúveis, respectivamente (vs. veículo). O efeito dos tratamentos na quantidade de DNA extracelular na matrix não foi muito pronunciado. Ainda, a combinação dos três agents afetou o tamanho das microcolônias e a distribuição de exopolissacarídeos na matriz, bem como inibiu a expressão de genes associados à síntese de exopolissacarídeos insolúveis. Portanto, o composto 1771 previniu o o acúmulo de biofilme de S. mutans; porém, o efeito foi mais pronunciado quando o composto 1771 foi associado com fluoreto e miricetina. (AU)