Busca avançada
Ano de início
Entree

Câncer de mama em homens: análise clínica e patológica de 817 casos

Processo: 20/02339-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de julho de 2020 - 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Diama Bhadra Andrade Peixoto Do Vale
Beneficiário:Diama Bhadra Andrade Peixoto Do Vale
Instituição-sede: Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher (CAISM). Hospital da Mulher Professor Doutor José Aristodemo Pinotti. Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/21908-1 - Avaliação de base populacional do rastreamento, diagnóstico e morte por câncer de mama das mulheres no Município de Campinas em função da idade, AP.R
Assunto(s):Oncologia 

Resumo

O objetivo do presente estudo foi descrever casos de câncer de mama em homens, de acordo com a idade, estágio e histologia, calculando os riscos comparados às mulheres. Trata-se de um estudo transversal retrospectivo de todos os casos de câncer de mama do Registro Hospitalar de Câncer do estado de São Paulo, Brasil, 2000-2015. As variáveis foram idade, sexo, estágio e histologia. Foram utilizados números e proporções absolutas, teste de Mann-Whitney e razão de prevalência com intervalo de confiança de 95%.O estudo incluiu 93.737 casos, dos quais 817 eram do sexo masculino. A idade média no diagnóstico foi de 60,3 anos em homens e 56,2 anos em mulheres (P <0,001). O estágio II foi o mais comum em ambos os sexos (33,9% nos homens e 36,5% nas mulheres). Os homens apresentaram maior frequência do estágio III do que as mulheres (RP 1,18, IC 1,01-1,37). O estágio 0 foi significativamente mais comum em mulheres (RP 0,69, IC 0,51-0,94). O carcinoma ductal e suas variantes foram os tipos histológicos mais comuns em ambos os sexos (88,7% em homens e 89,0% em mulheres). Os homens apresentaram maior frequência de tipos histológicos mais raros, como papilares (PR 2,17, IC 1,36-3,44) e sarcomas (PR 4,10, IC 1,86-9,01). Concluindo, nos homens, o diagnóstico de câncer de mama ocorreu em idades e estágios mais avançados. O carcinoma ductal invasivo foi o tipo histológico mais observado, embora os tipos mais raros tenham sido mais frequentes. (AU)