Busca avançada
Ano de início
Entree

As escolas privadas da periferia: uma análise decolonial

Processo: 19/22714-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Livros no Brasil
Vigência: 01 de julho de 2020 - 30 de junho de 2021
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação
Pesquisador responsável:Maria da Graça Jacintho Setton
Beneficiário:Maria da Graça Jacintho Setton
Instituição-sede: Faculdade de Educação (FE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Sociologia educacional  Escola particular  Periferia  São Paulo (SP)  Livros  Publicações de divulgação científica 

Resumo

O objetivo deste livro é discutir sentidos sociais da educação a partir da análise da expansão das escolas privadas na periferia do município de São Paulo tendo como recorte a Zona Leste. Buscou-se articular as duas dimensões do objeto - a escola privada e a periferia - para contribuir com a área de educação e dos estudos urbanos. Foram utilizados dados quantitativos das escolas privadas, por ano de ativação, fornecidos pela Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, para realização de mapas por geoprocessamento, para verificar a expansão no tempo e no espaço. Elegeu-se como matriz explicativa uma perspectiva decolonial utilizando o conceito de colonialidade do poder à brasileira para analisar o papel da escola privada nas estruturas de poder que justificasse sua presença ao longo do século XX. Isto implicou em considerar que havia uma hierarquização social fundamentada nos fatores raça e gênero, forjada desde os tempos coloniais, que separa os setores privilegiados nos postos de trabalhos e de comandos, tendo a educação formal privada como um dos mecanismos materiais e simbólicos de acesso. (AU)