Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização funcional de genes relacionados à formação de biofilme nos patógenos fúngicos Histoplasma capsulatum e Paracoccidioides brasiliensis

Processo: 19/23622-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2020 - 28 de fevereiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia
Convênio/Acordo: Universidad de Antioquia (UdeA)
Proposta de Mobilidade: SPRINT - Projetos de pesquisa - Mobilidade
Pesquisador responsável:Maria José Soares Mendes Giannini
Beneficiário:Maria José Soares Mendes Giannini
Pesq. responsável no exterior: Angel Augusto Gonzalez Marin
Instituição no exterior: Universidad de Antioquia (UdeA), Colômbia
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Pesq. associados:Ana Marisa Fusco Almeida ; Orville Hernadez Ruiz
Vinculado ao auxílio:18/02785-9 - Dermatófitos e Dermatofitoses: formação de biofilme e desenvolvimento de estratégias de controle., AP.R
Assunto(s):Biociências  Paracoccidioides brasiliensis  Histoplasma  Biofilmes  Fatores de virulência  Fator de necrose tumoral alfa  Resposta inflamatória  Expressão gênica  Citocinas 

Resumo

As infecções por fungos são negligenciadas pelo ponto de vista social e político. No entanto, isso afeta mais de um bilhão de pessoas, resultando em aproximadamente 11,5 milhões de infecções mortais e em mais de 1 a 5 milhões de mortes por ano. Apesar dos avanços em diversas áreas da saúde pública, muitos patógenos permanecem importantes devido à sua patogenicidade e representam uma importante fonte de infecção para seres humanos e animais. As micoses sistêmicas emergem em todo o mundo como um problema cada vez mais importante e a capacidade dos fungos para formar biofilmes está associada ao aumento da tolerância aos medicamentos. Histoplasmose e paracoccidioidomicose são consideradas importantes micoses endêmicas e sistêmicas no mundo e na América Latina, respectivamente. Essas micoses são causadas pelos fungos dimórficos Histoplasma capsulatum e Paracoccidioides brasiliensis. Vale ressaltar que a população mais afetada são indivíduos imunocomprometidos, principalmente aqueles com HIV / AIDS ou que estão recebendo terapias que incluem corticosteróides ou compostos biológicos, como anticorpos monoclonais contra o fator de necrose tumoral alfa (TNF-a), e associados à exposição ao ambiente rural e atividades agrícolas, entre outras. A incidência dessas doenças pode ser alterada pelos fenômenos climáticos e principalmente pela migração humana e ocupação de territórios pouco explorados. Esses patógenos fúngicos exibem vários fatores de virulência, como dimorfismo térmico, adesinas e expressão de genes envolvidos na desintoxicação de espécies reativas de oxigênio produzidas pelas células fagocíticas do hospedeiro. Além disso, foi demonstrado que H. capsulatum e P. brasiliensis têm capacidade para formar biofilme, considerado um importante fator de virulência. No entanto, não se sabe quais genes estão envolvidos na formação do biofilme por H. capsulatum e P. brasiliensis. A presente proposta de união visa caracterizar e avaliar genes envolvidos na formação de biofilme por H. capsulatum e P. brasiliensis, a fim de elucidar o papel dessas moléculas como fatores de virulência e buscar possíveis alvos terapêuticos. Essa proposta é estruturada e apoiada pelo projeto de pesquisa da FAPESP, processo 2018 / 02785-9: "Dermatófitos e Dermatofitose: formação de biofilme e desenvolvimento de estratégias de controle".Para isso, será realizada uma busca por genes ortólogos associados à formação de biofilmes em Candida albicans e outros fungos médicos importantes. Uma vez selecionados os genes, será feita uma pesquisa desses genes ortólogos no genoma anotado de H. capsulatum e P. brasiliensis, e sua expressão será avaliada usando um modelo de formação de biofilme Histoplasma e P. brasiliensis em células epiteliais do pulmão (A549) e, finalmente, a técnica CRISPR / Cas9 será utilizada para obter mutantes para os genes selecionados e determinar seu papel no processo de formação de biofilme. Além disso, a resposta inflamatória induzida por células planctônicas e de biofilme de H. capsulatum e P. brasiliensis nas células epiteliais através da expressão de genes codificadores de citocinas pró-inflamatórias (IL-1, IL-6, IL8 e TNF-a), bem como apoptose será determinada. Esta proposta está enquadrada na área da Saúde, especificamente na área de Farmácia, Microbiologia e Imunologia. (AU)