Busca avançada
Ano de início
Entree

Relevância de Caspase-1 e do inflamassomo NLRP3 na reabsorção óssea inflamatória em modelo murino de periodontite

Resumo

Este estudo investiga o papel do inflamassomo NLRP3 e de seu principal efetor, Caspase-1, na inflamação e reabsorção óssea associadas à periodontite. Aggregatibacter actinomycetemcomitans inativado por calor foram injetadas nos tecidos gengivais de camundongos selvagens (WT), e geneticamente deficientes para Nlrp3 (Nlrp3-KO) ou Caspase-1 (Casp1-KO) 3x/semana, durante 4 semanas. A extensão da reabsorção óssea foi quantificada por microtomografia computadorizada (uCT) e foi determinado o número de osteoclastos identificados pela expressão da enzima fosfatase ácida resistente ao tartarato (TRAP). A inflamação foi avaliada histologicamente (cortes corados por H/E e imunofluorescência para os marcadores CD45 e Ly6G). Experimentos in vitro determinaram a influência de Nlrp3 e Caspase-1 na diferenciação osteoclástica induzida por Rankl e também na expressão de genes inflamatórios após estímulo com LPS. A reabsorção óssea foi reduzida significativamente em camundongos Casp1-KO, mas não nos animais Nlrp3-KO. Os animais Casp1-KO apresentaram aumento no número de osteoclastos, enquanto o infiltrado inflamatório foi similar à dos animais WT e Nlrp3-KO. De forma inesperada, osteoclastos derivados de macrófagos deficientes em Nlrp3 apresentaram aumento da atividade resorptiva in vitro. A expressão de Il-10, Il12 e Tnf-alfa induzida por LPS foi significativamente menor em macrófagos Nlrp3-KO e Casp1-KO. Considerado como um estudo preliminar, os resultados sugerem que o inflamassomo Nlrp3 não tem papel relevante na inflamação e reabsorção óssea no modelo de periodontite experimental utilizado, e que Caspase-1 tem um papel pró-resorptivo neste modelo de doença periodontal. (AU)