Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do aplicativo móvel/telemedicina Dr Cefaleia no auxílio ao diagnóstico e tratamento de pacientes com cefaleias primárias

Processo: 19/22403-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de agosto de 2020 - 30 de abril de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Renan Barros Domingues
Beneficiário:Renan Barros Domingues
Empresa:Doutor Cefaleia Serviços Médicos e de Telemedicina Eireli
CNAE: Atividades de atenção ambulatorial executadas por médicos e odontólogos
Atividades de serviços de complementação diagnóstica e terapêutica
Município: São Paulo
Pesq. associados: João Henrique Sass de Souza
Assunto(s):Telemedicina  Neurologia  Diagnóstico  Tratamento  Cefaleia  Enxaqueca sem aura  Aplicativos móveis 

Resumo

As cefaleias primárias são extremamente comuns, ocorrendo em mais de 50% da população adulta (Domingues ecols., 2004). Cerca de 30% dos portadores de cefaleia necessitariam tratamento preventivo, mas apenas 20%deste contingente tem acesso ao mesmo (Corrêa e cols., 2010). As dificuldades de acesso ao tratamento têm inúmeras causas, incluindo a falta de profissionais qualificados e o estímulo à automedicação. A não realização de tratamento preventivo adequado resulta em piora do quadro, e, consequentemente, cronificação e maior impacto das cefaleias (Bigal e Lipton, 2011), levando a perda da qualidade de vida, absenteísmo e presenteísmo (Leonardi e Raggi, 2019). Segundo o "Global Burden of Diseases", somente a enxaqueca (uma das causas de cefaleia) é a segunda doença neurológica em termos de incapacidade, sendo que, em indivíduos com menos de50 anos é a maior causa de incapacidade neurológica. Portanto, há necessidade premente de ampliar o acesso a tratamentos preventivos, mesmo com o contingente reduzido de especialistas em nosso meio. O sistema Dr Cefaleia foi desenvolvido com o propósito de permitir acesso a tratamentos preventivos cientificamente validados para as cefaleias, com o auxílio da tecnologia digital. Ele compreende um app (Dr Cefaleia) já disponível nas lojas GoogleStore e AppStore. Neste app o paciente faz seu cadastro e percorre uma jornada com questionários (validados) sobre características das cefaleias e das principais comorbidades agravantes (distúrbios do sono, ansiedade e depressão). Os resultados são processados por nossos algoritmos gerando sugestões diagnósticas e terapêuticas, visualizadas na web interface do médico. Este sistema vem sendo validado em pesquisas já apresentadas em Congressos Médicos e submetidas para publicação científica. Os objetivos do presente projeto são: a) desenvolver uma plataforma de Telemedicina dentro do app Dr Cefaleia e da interface do médico, permitindo comunicação síncrona entre paciente e médico, b) desenvolver plataforma síncrona re telemedicina spoke-hub, facilitando a comunicação entre especialista e médico especialista, c) realizar estudo clínico comparando a efetividade e satisfação do paciente com o atendimento presencial convencional sem o uso do app e o atendimento usando o app com a interface de telemedicina. Através da demonstração da eficácia do sistema, lançaremos estas novas funcionalidades, com ampla divulgação para pacientes (como uma ferramenta de acesso a um tratamento eficaz e debaixo custo) e médicos (como uma ferramenta que pode agregar eficácia no acompanhamento dos pacientes, permitindo comunicação a distância de forma segura). Considerando-se os dados de prevalência e as necessidades não atendidas, há hoje um déficit de >3.000.000 de consultas/mês para portadores de cefaleias. O Dr Cefaleia pretende inicialmente abranger 3% deste mercado, oferecendo consultas acessíveis, o que pode gerar um faturamento estimado mensal entre R$ 1.000.000,00-R$2.000.000,00. Consideramos ainda ser viável que este sistema ser incorporado dentro do sistema público de saúde, contribuindo para reduzir as filas de espera, visto que cefaleias representam mais de 40% dos atendimentos neurológicos ambulatoriais. E, acima de tudo, esta ferramenta pode contribuir para reduzir o impacto das cefaleias na nossa sociedade, reduzindo o absenteísmo e presenteísmo e melhorando a qualidade de vida dos portadores. (AU)