Busca avançada
Ano de início
Entree

EMU concedido no processo 2015/03964-6: sistema cromatografia líquida AKTA pure 25 M

Processo: 20/02577-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa Equipamentos Multiusuários
Vigência: 01 de abril de 2020 - 31 de março de 2027
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Química de Macromoléculas
Pesquisador responsável:Helena Bonciani Nader
Beneficiário:Helena Bonciani Nader
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/03964-6 - Glicosaminoglicanos e proteoglicanos: relação estrutura e função, AP.TEM
Assunto(s):Biossíntese  Glicosaminoglicanos  Heparina  Heparitina sulfato  Proteoglicanas  Aquisição de equipamentos  Equipamentos multiusuários 
As informações de acesso ao Equipamento Multiusuário são de responsabilidade do Pesquisador responsável
Página web do EMU: Página do Equipamento Multiusuário não informada
Tipo de equipamento: Tipo de Equipamento Multiusuário não informado
Fabricante: Fabricante não informado
Modelo: Modelo não informado

Resumo

Os glicoconjugados, entre eles os glicosaminoglicanos (GAGs), pertencem a classe mais abundante, estruturalmente diversa e heterogênea de moléculas presentes na matriz e na superfície das células. Ao contrário de ácidos nucléicos e proteínas, a informação necessária para sua biossíntese não apresenta um código conhecido. As estruturas diversas e heterogêneas resultam da ação de glicosiltransferases, bem como de epimerases e sulfotransferases que alteram o padrão de substituição e a estereoquímica dos resíduos de açúcares em locais específicos ao longo da cadeia de cada açúcar. Como resultado, no final da biossíntese, haverá um grande número de entidades químicas funcionais e estruturalmente distintas. A estrutura-função dos GAGs é um exemplo de um sistema biológico complexo onde há redundância e a sua plasticidade se torna real nas várias possibilidades para uma de suas única unidades dissacarídicas constituintes. Várias questões precisam ainda ser respondidas em relação a estrutura dos GAGs e portanto suas funções e um dos aspectos chaves para essa abordagem é o entendimento da biossíntese desses carboidratos complexos. Este projeto busca estudar o papel dos GAGs na biologia celular empregando diferentes modelos e abordagens cujos resultados são complementares e fundamentais para atingir os objetivos: 1) Complexo funcional entre proteoglicanos (PGs) da superfície celular, integrinas, receptores celulares e componentes da matriz extracelular; 2) PGs no tráfego celular; 3) GAGs: interação e modulação de atividade de endoproteases e endoglicosidases; 4) GAGs e fragmentos: características estruturais e de sequência dissacarídica e estudos conformacionais; 5) GAGs na transformação celular. (AU)