Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise de variantes genéticas determinantes para a infecção e evolução do quadro clínico em jovens adultos com COVID-19

Resumo

O vírus da síndrome respiratória aguda grave coronavírus 2 (SARS-CoV-2) vem causando uma pandemia sem precedentes na história da humanidade. Em cerca de 3.5 meses da doença (COVID-19), esse vírus já infectou mais de 2.6 milhões de pessoas, causando mais de 178 mil mortes. Inicialmente, acreditava-se que o prognóstico da doença seria ruim quase que exclusivamente para pessoas do chamado grupo de risco (idosos ou pessoas com doenças crônicas preexistentes). No entanto, estamos vendo um número crescente de casos fatais em que as vítimas são jovens adultos (<55 anos de idade) e aparentemente saudáveis. Nos EUA, o país mais afetado pela doença, pessoas nessa faixa etária representam 51% das internações em UTIs e, dessas, S morrem em decorrência da doença. Adicionalmente, fatores como raça e gênero parecem ter uma importância em relação ao risco à COVID-19. Portanto, se analisado de um ponto de vista amplo, tais evidências sugerem haver fatores genéticos que determinam o curso da infecção e a capacidade de resposta de cada organismo ao SARS-CoV-2. Nesse projeto, através de sequenciamento de DNA e análises computacionais, iremos estudar variações genéticas em três grupos de pacientes jovens adultos infectados por SARS-CoV-2: pacientes que desenvolveram sintomas leves, graves ou críticos da doença. Em uma primeira frente de trabalho, buscaremos variações genéticas potencialmente associadas a tais sintomas. Analisaremos variações em todos os genes codificadores e também em genes sabidamente envolvidos na infecção viral, tal como o ACE2 e o TMPRSS2. Em uma segunda frente, iremos fazer a tipagem dos alelos HLA dos pacientes e buscar uma relação dessas variações com uma resposta (excessiva ou atenuada) ao vírus. Como resultado final, esperamos identificar um conjunto de variantes genéticas associadas a cada grupo de pacientes. Esses resultados podem contribuir para prevermos indivíduos mais (ou menos) vulneráveis a doença e entendermos os mecanismos moleculares de ação do vírus, contribuindo para o desenvolvimento de tratamentos e maneiras eficazes de combater o SARS-CoV-2. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SEQUEIRA BARREIRO, RODRIGO ARAUJO; SABBAGA, JORGE; ROSSI, BENEDITO M.; ACHATZ, MARIA ISABEL W.; BETTONI, FABIANA; CAMARGO, ANAMARIA A.; ASPRINO, PAULA F.; GALANTE, PEDRO A. F.. Monoallelic deleterious MUTYH germline variants as a driver for tumorigenesis. JOURNAL OF PATHOLOGY, v. 256, n. 2, . (18/15579-8, 20/06091-1, 19/04927-8)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.