Busca avançada
Ano de início
Entree

Machado de Assis em inglês: tradução, edição e circulação transnacional

Resumo

O projeto propõe a realização de um estudo abrangente sobre as condições de produção e circulação das primeiras traduções de obras de Machado de Assis para o inglês, consideradas as circunstâncias históricas em que se inseriam, entre as décadas de 50 e 60 do século XX. A pesquisa dos materiais será realizada na Biblioteca Pública de Nova York e na Biblioteca do Congresso, em Washington, no que concerne às traduções das décadas de 1950 e 1960 e que recobrem a atuação dos primeiros tradutores (William Grossman, Helen Caldwell e Clotilde Wilson) e de seus editores (Cecil Hemley, da Noonday Press, e August Frugé, da University of California Press). Os materiais incluem correspondência entre os tradutores, entre os tradutores e editores, entre os editores e a imprensa, autoridades consulares e agências de cooperação internacional, memorandos, contratos, resenhas e artigos de jornal, materiais de publicidade, planilhas com tiragens e vendas, documentos com as políticas que viabilizaram a tradução e a circulação nos Estados Unidos de autores estrangeiros, especialmente latino-americanos, no período do pós-guerra. A essas fontes primárias deverá ser somada a documentação já recolhida nos últimos cinco anos na Fundação Casa de Rui Barbosa, no Rio de Janeiro, na Universidade de Wisconsin, em Madison, e na Universidade da Califórnia, em Santa Barbara, Los Angeles e Berkeley. O trabalho analítico final consistirá na publicação de um estudo, a ser publicado conjuntamente com reproduções fac-similares, transcrições e traduções dos principais documentos levantados. Dada a extensão, a qualidade e o ineditismo da documentação, o trabalho tem o potencial de trazer perspectivas interpretativas igualmente inéditas sobre um capítulo importante da internacionalização da obra de Machado de Assis, que deem visibilidade a novas questões que possam ampliar o debate crítico em torno das possibilidades e entraves à disseminação internacional da literatura brasileira. (AU)