Busca avançada
Ano de início
Entree

Estética orofacial como componente da imagem corporal e seu impacto na satisfação com a vida

Processo: 19/19590-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2020 - 30 de junho de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Juliana Alvares Duarte Bonini Campos
Beneficiário:Juliana Alvares Duarte Bonini Campos
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Pesq. associados: João Maroco
Assunto(s):Estética dentária  Imagem corporal  Satisfação do paciente  Expressão facial  Comportamento  Psicometria 

Resumo

Introdução: A imagem corporal é um conceito multidimensional conceituado como a representação que um indivíduo faz do próprio corpo. A abordagem geralmente utilizada para avaliação da imagem é atitudinal composta por aspectos afetivos, cognitivos, comportamentais e pela satisfação geral subjetiva. Na literatura, não há instrumento que avalie esse aspecto considerando todas as partes do corpo simultaneamente, sendo necessária a associação de instrumentos de avaliação. Geralmente, os estudos não consideram o impacto da estética orofacial nesse contexto. Esse fato merece atenção uma vez que a face (dentes, gengiva, boca, sorriso, perfil facial) pode ocupar espaço privilegiado na composição da imagem que o indivíduo tem do próprio corpo, podendo interferir no seu bem-estar. Objetivos: i. elaborar um conceito de imagem corporal a partir de diferentes aspectos componentes do mesmo incluindo a estética orofacial, ii. estimar o impacto de componentes da imagem corporal na percepção da estética orofacial de indivíduos adultos, iii. verificar a influência da estética orofacial no perfil do impacto da saúde bucal na vida de indivíduos adultos, iv. verificar a relação entre a percepção da estética orofacial e da imagem corporal na composição corporal, v. avaliar a influência da imagem corporal, do perfil do impacto da saúde bucal, da satisfação/impacto psicossocial da estética orofacial e de características demográficas e clínicas na satisfação com a vida de indivíduos adultos, vi. verificar, por meio de expressões faciais, as reações afetivas dos indivíduos com diferentes perfis de preocupação com a estética frente a estímulos visuais relacionados à aparência da boca e vii. comparar a atratividade do sorriso relatada por cirurgiões-dentistas e por indivíduos adultos. Métodos: Trata-se de estudo observacional com amostra não-probabilística. Serão delineadas duas amostras de estudo, indivíduos adultos (idade 18 a 40 anos) da comunidade (amostra normativa) e indivíduos que buscam tratamento odontológico na Faculdade de Odontologia - UNESP. O tamanho amostral deverá ser de 700 indivíduos para cada amostra. Serão levantadas informações demográficas e clínicas (autoreferidas). A imagem corporal/estética orofacial será avaliada pela composição dos instrumentos Attention to Body Shape Scale (ABS), Social Physique Anxiety Scale (SPAS), Body Checking and Avoidance Questionnaire (BCAQ), Escala Situacional de Satisfação Corporal (ESSC), Orofacial Esthetic Scale (OES) e Psychosocial Impact of Dental Aesthetics Questionnaire (PIDAQ). O perfil de impacto da saúde bucal na vida dos indivíduos será estimado pelo Oral Health Impact Profile - 14 (OHIP-14) e a satisfação com a vida com a Satisfaction with Life Scale (SWLS). As validades de face, construto (fatorial, convergente, concorrente e divergente) e critério discriminante serão estimadas. Será utilizada análise confirmatória e método de estimação Weighted Least Squares Mean and Variance Adjusted (WLSMV). A confiabilidade será estimada a partir do Coeficiente alfa ordinal (a) e da Confiabilidade Composta (CC). Após ajustamento dos instrumentos aos dados quatro modelos estruturais serão confeccionados utilizando análise de equações estruturais. Os escores de satisfação com a estética orofacial e do impacto psicossocial da estética na vida dos indivíduos serão computados. Em seguida, os participantes serão alocados em 2 grupos considerando os percentis 75 (P75) e 25 (P25) de cada escala. Para verificar as reações afetivas dos integrantes desses grupos frente a estímulos visuais de imagens da boca será realizada filmagem das expressões faciais utilizando FaceReader®. A intensidade e a valência de seis emoções básicas (feliz, triste, bravo, surpreso, assustado e enojado) e expressão neutra serão estimadas e comparadas entre os grupos utilizando Análise de Variância. Cirurgiões-dentistas também avaliarão as imagens, e a intensidade e a valência obtidas, serão comparadas com as da amostra de participantes. (AU)