Busca avançada
Ano de início
Entree

Peptídeos intracelulares como moduladores de vias metabólicas relacionadas à termogênese

Resumo

O tecido adiposo marrom (BAT, do inglês brown adipose tissue) é termogênico devido a presença de adipócitos ricos em mitocôndrias com elevada quantidade de proteína de desacoplamento mitocondrial 1 (UCP1), proteína que dissipa energia da síntese de ATP para a geração de calor. Sob determinados estímulos, células do tecido adiposo branco (WAT, do inglês white adipose tissue) podem apresentar características de adipócitos marrons em um processo denominado browning. A ativação do BAT e browning têm sido definidos como promissores mecanismos no tratamento da obesidade e de doenças associadas, devido, em grande parte, ao aumento do gasto energético e utilização de glicose e triglicerídeos pelas células. Peptídeos intracelulares têm se mostrado moduladores de várias vias relacionadas ao metabolismo energético, e devem estar diferentemente presentes no BAT e no WAT, bem como durante o processo termogênico. Visto isso, o presente estudo tem por objetivo investigar os efeitos biológicos in vitro e in vivo de peptídeos intracelulares identificados em amostras de BAT e WAT de camundongos sob estímulo termogênico. Para isso, peptídeos intracelulares serão identificados em tecidos adiposos de camundongos expostos a condições de termoneutralidade (30ºC) ou ao frio (4°C), e tratados com veículo ou pioglitazona (agonista PPAR³) durante 15 dias. Análises de expressão gênica, proteica e histológica devem comprovar a ativação do BAT e a indução de browning. Análise de peptidômica identificará de forma inovadora o conteúdo de peptídeos intracelulares do BAT e WAT inguinal, e alterados no processo termogênico. Alguns desses peptídeos serão selecionados e sintetizados para estudos in vitro em cultura primária de adipócitos marrons e brancos. O efeito de peptídeos intracelulares identificados no BAT durante o processo termogênico será investigado em adipócitos brancos, assim como peptídeos identificados no WAT serão investigados em adipócitos marrons. Peptídeos que modularem positivamente parâmetros relacionados a termogênese in vitro serão administrados a camundongos obesos a fim de realizar uma análise metabólica detalhada. Assim, pretende-se caracterizar o papel de peptídeos intracelulares em BAT versus WAT, verificar os principais pontos onde esses peptídeos modulam a termogênese, e identificar novos compostos peptídicos com potencial para o tratamento da obesidade e doenças associadas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CASTRO, ERIQUE; VIEIRA, THAYNA S.; OLIVEIRA, TIAGO E.; ORTIZ-SILVA, MILENE; ANDRADE, MAYNARA L.; TOMAZELLI, CAROLINE A.; PEIXOTO, ALBERT S.; SOBRINHO, CLEYTON R.; MORENO, MAYARA F.; GILIO, GUSTAVO R.; et al. Adipocyte-specific mTORC2 deficiency impairs BAT and iWAT thermogenic capacity without affecting glucose uptake and energy expenditure in cold-acclimated mice. AMERICAN JOURNAL OF PHYSIOLOGY-ENDOCRINOLOGY AND METABOLISM, v. 321, n. 5, p. E592-E605, . (16/23169-9, 19/25943-1, 17/23040-9, 15/13508-8, 17/17582-3, 18/03418-0, 17/17403-1, 17/12260-8, 19/01763-4, 19/17660-0, 15/19530-5, 20/09399-7, 19/04271-5, 12/25317-4)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.