Busca avançada
Ano de início
Entree

Reposicionamento de fármacos: avaliação de atividade, seletividade e mecanismo de ação de novos candidatos contra Toxoplasma gondii

Processo: 18/18954-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Apoio a Jovens Pesquisadores
Vigência: 01 de fevereiro de 2020 - 31 de janeiro de 2025
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Protozoologia de Parasitos
Pesquisador responsável:Juliana Quero Reimão Dalla Zanna
Beneficiário:Juliana Quero Reimão Dalla Zanna
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Jundiaí (FMJ). Prefeitura Municipal de Jundiaí. Jundiaí , SP, Brasil
Pesq. associados:Adriano Cappellazzo Coelho ; André Gustavo Tempone Cardoso ; Andrés Jimenez Galisteo Jr
Auxílios(s) vinculado(s):20/03399-5 - EMU concedido no processo 2018/18954-4: Espectrofluorímetro e Luminômetro de placas, AP.EMU
Assunto(s):Farmacologia  Avaliação pré-clínica de medicamentos  Desenvolvimento de fármacos  Fármacos  Estudo clínico  Toxoplasmose  Toxoplasma gondii 

Resumo

Toxoplasma gondii infecta animais e humanos, sendo cerca de 30% da população mundial portadora do parasita, principalmente em sua forma latente. T. gondii é causa comum de infecções congênitas graves, resultando em doenças subsequentes em crianças e adultos. A toxoplasmose também causa doenças graves em indivíduos imunocomprometidos, como encefalite, coriorretinite, pneumonite e miocardite. Para os fármacos atualmente empregados no tratamento da toxoplasmose, são necessários longos cursos de terapia e seu uso é muitas vezes limitado pelos efeitos colaterais. É importante ressaltar que não há medicamento disponível com eficácia contra o estágio de bradizoíto, que forma cistos em tecidos como o cérebro, e pode se reativar anos após a infecção inicial. Uma vez que os fármacos disponíveis atualmente para a toxoplasmose apresentam toxicidade grave para o hospedeiro, a pesquisa de compostos ativos e que apresentem toxicidade relativamente baixa é urgentemente necessária. Diante disso, o presente projeto se propõe a avaliar a atividade, eficácia, toxicidade e mecanismo de ação de compostos sintéticos e naturais, com vias a colaborar para o desenvolvimento de novas opções terapêuticas para a toxoplasmose. A partir dos dados gerados no presente projeto, pretende-se propor um novo candidato a fármaco para o tratamento da toxoplasmose. Tendo em vista que os fármacos a serem estudados já possuem segurança clínica bem estabelecida, é possível que os dados obtidos neste projeto possam servir como base para uma proposta de estudo clínico piloto. Pretende-se, também, caracterizar a atividade de compostos sintéticos e naturais contra T. gondii por meio da investigação de seu mecanismo de ação e potencialmente ampliar o conhecimento sobre o parasita. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
REIMAO, JULIANA Q.; PEDRO, DEBORA P. PITA; COELHO, ADRIANO C. The preclinical discovery and development of oral miltefosine for the treatment of visceral leishmaniasis: a case history. EXPERT OPINION ON DRUG DISCOVERY, v. 15, n. 6 MAR 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.