Busca avançada
Ano de início
Entree

ANÁLISE COMPARATIVA DO SECRETO E DO INTERACTOME DO Trypanosoma cruzi E DO Trypanosoma rangeli REVELA PROTEÍNAS MODULADORAS DE RESPOSTA IMUNE ESPÉCIE-ESPECÍFICA

Resumo

Identificamos proteínas potencialmente secretadas (proteínas que exibem peptídeo sinal sem domínios transmembranares) de dois parasitas de mamíferos - T. cruzi e T. rangeli. Embora evolutivamente relacionadas, a infecção por T. rangeli em humanos é prontamente eliminada pelo hospedeiro, enquanto T. cruzi causa a doença de Chagas, uma infecção parasitária crônica e sistêmica que afeta 8 milhões de pacientes na América Latina. As proteínas secretadas por patógenos intracelulares podem modular as vias do hospedeiro, incluindo a resposta imune. Assim, focamos nas proteínas espécie-específicas secretadas de T. cruzi e T. rangeli, e sua interação com a resposta imune do hospedeiro, por meio de um interactoma hipotético híbrido. Curiosamente, T. rangeli secreta moléculas que poderiam aumentar a produção de IL-15, levando a resposta imune pró-inflamatória, o que poderia explicar a incapacidade de T. rangeli de estabelecer infecção humana. Por outro lado, o T. cruzi secreta a proteína DNAJA 2, que leva à regulação negativa da expressão da IL-17 durante a invasão de patógenos. A IL-17A é necessária para a eliminação de bactérias e fungos em geral, e T. cruzi em particular, e diminui em pacientes chagásicos com doença cardíaca estabelecida. Assumimos que PSPs importantes poderiam ser usados como novos alvos terapêuticos para minimizar as conseqüências para a saúde da doença de Chagas, subvertendo a resposta imune desencadeada pela infecção por T. cruzi. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)