Busca avançada
Ano de início
Entree

Fishbox: cultivo de peixes ornamentais em raceways verticais em sistema de recirculação

Processo: 19/22517-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de setembro de 2020 - 31 de maio de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca - Aquicultura
Pesquisador responsável:Otávio Mesquita de Sousa
Beneficiário:Otávio Mesquita de Sousa
Empresa:Otavio Mesquita de Sousa
CNAE: Aqüicultura em água salgada e salobra
Aqüicultura em água doce
Município: Ubatuba
Pesq. associados:Eduardo Gomes Sanches
Assunto(s):Sistemas de cultivo  Peixes ornamentais  Peixes marinhos  Peixes de água doce 

Resumo

Atualmente o estado de São Paulo é o maior centro de comercialização de peixes ornamentais no Brasil. As alternativas existentes para a produção intensiva de peixes ornamentais são os sistemas de aquários de vidro ou acrílico que dependem de robustas estantes de suporte e são de difícil limpeza e manejo. Entre os diferentes formatos para tanques de cultivo de peixes em recirculação, o sistema denominado raceway pode ser uma alternativa ainda mais eficiente na redução do espaço e do volume utilizado para a criação de peixes ornamentais. Os raceways são sistemas baseados na alta troca e velocidade da água, apresentando um formato de calha por onde a água circula. Nossa proposta é desenvolver um tanque para cultivo de peixes em formato raceway acoplado a um sistema de recirculação de água (Fishbox). Nosso diferencial será a possibilidade de verticalização das unidades de cultivo e a capacidade de utilização com água doce quanto salgada, mudando apenas o tipo de equipamentos de filtragem a serem adotados. Um dos objetivos do projeto é avaliar a capacidade dos peixes se desenvolverem no raceway em diferentes densidades. Serão testadas três densidades diferentes: i) 5 peixes por unidade experimental; ii) 10 peixes por unidade experimental; iii) 20 peixes por unidade experimental. Estes tratamentos representam uma otimização vinte vezes maior do sistema hidráulico pelo raceway, resultando nas seguintes densidades, para os aquários e raceways respectivamente: i) 0,25 e 5 peixes/m3; ii) 0,5 e 10 peixes/m3; iii) 1 e 20 peixes/m3. Serão realizados dois experimentos similares, inicialmente com água salgada e posteriormente com água doce. Os dois experimentos terão duração de 45 dias cada. Para avaliar a eficiência do sistema raceway quanto à capacidade de manutenção de peixes ornamentais marinhos, será utilizado como objeto de estudo juvenis da espécie Amphiprion ocellaris (peixe-palhaço). Para o experimento com água doce serão utilizados juvenis da espécie botia palhaço (Chromobotia macracanthus). Em paralelo à execução dos experimentos nos protótipos, será dimensionado um projeto de Fishbox para escala comercial. Como resultado final esperamos demonstrar que o produto é uma alternativa viável e que otimiza a criação de peixes ornamentais marinhos e de água doce, suportando densidades extremamente mais elevadas que aquelas utilizadas tradicionalmente nas criações em aquário. (AU)