Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização molecular e estrutural de proteínas de ligação a RNA como alvos terapêuticos em câncer e neurologia

Processo: 20/02006-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Parceria para Inovação Tecnológica - PITE
Vigência: 01 de agosto de 2020 - 31 de janeiro de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Química de Macromoléculas
Convênio/Acordo: Agilent
Pesquisador responsável:Katlin Brauer Massirer
Beneficiário:Katlin Brauer Massirer
Instituição-sede: Centro de Biologia Molecular e Engenharia Genética (CBMEG). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Empresa: Agilent Technologies Brasil Ltda (Agilent)
Município: Campinas
Pesq. associados:José Matheus Camargo Bonatto ; Opher Gileadi
Assunto(s):Química médica  Biologia estrutural  Proteínas de ligação a RNA  Descoberta de drogas 

Resumo

Com o objetivo de expandir o proteoma que apresente potencial terapêutico para conduzir à descoberta de novos medicamentos, trabalhamos na caracterização de proteínas humanas não estudadas, que mostram conexão preliminar à doença. Dentro deste objetivo, estudamos a importância das proteínas de regulação de RNA como alvos de anticorpos e drogas, incluindo as proteínas 'per se' e seus moduladores como quinases e metiltranferases. Assim, as proteínas de ligação ao RNA e as proteínas quinase constituem importantes alvos biológicos para o avanço da biofarma. Essas proteínas podem ser reguladas por sondas químicas de pequenas moléculas, que são moléculas com alta afinidade e seletividade para um alvo e que podem entrar na célula para engajar o alvo in vivo. As sondas funcionam como um complemento para reagentes biológicos na validação de alvos e podem ser refinadas para se tornarem novas drogas. Além disso, alvos biológicos também podem levar à imunoterapia. Neste projeto, pretendemos contribuir para a caracterização das proteínas de ligação a RNA BICC (Bicaudal C Homology 1) e UHMK (motivo homológico U2AF Serine / Threonine-Protein kinase) como alvos potenciais de drogas relacionadas ao câncer e neurologia. Iremos caracterizar seus interagentes, o conjunto de mRNA-alvo e procurar novos ligantes químicos. (AU)