Busca avançada
Ano de início
Entree

Controle metabólico pelo SNC: ação dos neurônios POMC sobre os sistemas autonômicos e ventilatórios durante o exercício

Processo: 18/05874-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Apoio a Jovens Pesquisadores
Vigência: 01 de abril de 2021 - 31 de março de 2026
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Mirian Bassi Solcia
Beneficiário:Mirian Bassi Solcia
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Pesq. associados:Carlos Cesar Crestani ; Eduardo Colombari
Assunto(s):Núcleo arqueado do hipotálamo  Leptina  Sistemas autônomos  Pró-opiomelanocortina  Ventilação pulmonar  Pressão sanguínea  Frequência cardíaca  Exercício físico  Temperatura corporal  Fenômenos metabólicos  Obesidade 

Resumo

Sabe-se que o hipotálamo, mais precisamente o núcleo arqueado (ARC) tem uma ação moduladora sobre o sistema autonômico simpático, sobre o controle respiratório e metabólico entre outros. A leptina foi apontada como hormônio ativador do sistema hipotalâmico devido a sua ação sobre os neurônios POMC no ARC. Quando esse sistema de sinalização, leptina-POMC-ARC neurônios está alterado, como por exemplo, nos casos de obesidade e/ou alterações metabólicas, as funções cardiovasculares e respiratórias principalmente estão desequilibradas. Nessa situação, o indivíduo perde qualidade de vida e diminui a sua atividade de vida diária (trabalho e lazer). Com isso, acreditamos que o organismo apresenta uma maior propensão a fadiga e consequentemente ao sedentarismo. Com base nessas informações, a hipótese deste estudo é de que esse sistema ativado pela leptina no hipotálamo pode ser essencial para o bom desempenho físico. Com isso, o objetivo do presente projeto é investigar o papel dessa importante via de sinalização leptina-POMC-ARC sobre as alterações fisiológicas cardiovasculares, respiratórias, metabólicas e termorreguladoras que ocorrem em uma sessão de exercício físico. Para tanto, serão avaliadas simultaneamente as alterações de pressão arterial e frequência cardíaca, ventilação pulmonar, índice metabólico e temperatura corporal em camundongos Pomc-cre com bloqueio dos neurônios POMC-ARC durante uma sessão de exercício físico (corrida em esteira). Dessa forma, esperamos esclarecer a comunidade científica e as pessoas leigas que as alterações de uma má alimentação associada a maus hábitos e sedentarismo prejudicam os mecanismos neurais responsáveis pelo controle de pressão arterial, ventilação e temperatura no organismo, o que pode limitar o desempenho físico e tornar-se um ciclo-vicioso de difícil correção que certamente culminara em maiores danos a saúde e diminuição da qualidade de vida. (AU)