Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise Biomecânica, estrutural, e da interface metal/cerâmica da liga de Ti-6Al-4V em Infraestruturas de Próteses Totais Fixas Implantossuportadas confeccionadas por Impressão 3D e Usinagem.

Processo: 19/27541-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2020 - 31 de agosto de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Clínica Odontológica
Pesquisador responsável:Marcelo Ferraz Mesquita
Beneficiário:Marcelo Ferraz Mesquita
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):CAD/CAM  Cerâmicas 

Resumo

Os objetivos neste estudo são: (1) avaliar as tecnologias de obtenção de infraestruturas de próteses totais fixas (PTFs) maxilares implantossuportadas (Ti-6Al-4V): usinagem e impressão 3D (DLMS e EBM). Serão avaliados para cada técnica, desajuste marginal vertical e horizontal, destorque dos parafusos protéticos, e tensão no sistema (extensometria), antes e após o tratamento térmico pós-confecção; (2) avaliar o efeito do tratamento térmico pós-confecção sobre a superfície/estrutura das amostras; (3) avaliar o efeito do tratamento superficial convencional e da deposição de platina, sobre a superfície/estrutura das amostras; (4) avaliar a resistência da união à cerâmica, antes e após o pós-tratamento térmico, segundo ISO 9693-1; e (5) avaliar a resistência da união à cerâmica, antes e após a realização do tratamento convencional e da deposição de platina sobre a superfície das amostras, segundo ISO 9693-1. Para as análises de desajuste marginal, destorque e tensão, serão confeccionadas infraestruturas de PTFs (n=10/grupo) e avaliadas antes e após tratamento pós-confecção. Corpos de prova específicos serão utilizados para as análises de resistência flexural, módulo de elasticidade e microdureza Vickers (n=10/grupo). Para as análises de superfície/estrutura, sendo microscopia eletrônica de varredura (MEV), espectroscopia de raios X por dispersão em energia (EDS), perfilometria, molhabilidade, energia de superfície e espectroscopia de fotoelétrons excitados por raios X (XPS), também serão confeccionados corpos de prova específicos (n=10/grupo). Para as análises de resistência da união à cerâmica de cobertura, serão confeccionados corpos de prova específicos (n=11/grupo). Os dados serão tabulados e submetidos à análise de normalidade, seguido de testes estatísticos apropriados (±=0,05). (AU)