Busca avançada
Ano de início
Entree

Imageamento suborbital de altíssima resolução como ferramenta para o planejamento hidroagrícola

Processo: 19/23946-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2020 - 31 de agosto de 2022
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Convênio/Acordo: CONFAP - Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa
Pesquisador responsável:Edson Cezar Wendland
Beneficiário:Edson Cezar Wendland
Instituição-sede: Escola de Engenharia de São Carlos (EESC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Pesq. associados: CRISTIANO DAS NEVES ALMEIDA ; Guttemberg da Silva Silvino ; Hamilcar José Almeida Filgueira ; José Marcato Junior ; Lucio Andre de Castro Jorge ; Robson de Sousa Nascimento ; Valéria Peixoto Borges ; Vania da Silva Fraga ; Victor Hugo Rabelo Coelho ; Wesley Nunes Gonçalves
Assunto(s):Agricultura de precisão  Evapotranspiração  Recursos hídricos 

Resumo

O uso de dados de sensoriamento remoto trouxe avanços sem precedentes para as pesquisas na área de recursos hídricos e na área agrícola. Apesar do contínuo melhoramento dos sensores a bordo dos satélites, novas tecnologias de sensoriamento remoto suborbital têm possibilitado a aquisição de imagens com alta resolução espaço-temporal. Nesse contexto, este projeto pretende trazer avanços para o monitoramento hidrológico e para a agricultura de precisão baseado no imageamento a partir do drone. Para isso, duas vertentes principais são propostas: estimativa da evapotranspiração (EET) e detecção de déficit hídrico (DDH) em estágio inicial. As etapas relacionadas à EET incluem: validação de algoritmos de ET baseados em dados de sensoriamento remoto, melhoramento da EET por meio da aquisição de dados fenológicos utilizando drone e proposição de modelos simplificados de EET em altíssima resolução espaço-temporal. Em relação à DDH, propõe-se testar o uso de câmeras multiespectrais e termais para quantificar variáveis físicas do solo (e.g. temperatura, teor de umidade) e gerar indicadores de seca agrícola e de déficit hídrico. De modo geral, a pergunta norteadora deste projeto é: como o uso de drones pode avançar no entendimento dos fluxos de água e energia no sistema solo-planta-atmosfera? (AU)