Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo de associação de amplitude genômica (GWAS) para identificação de variantes relacionadas ao desenvolvimento do glaucoma primário de ângulo aberto em uma amostra da população brasileira estágio I: composição do grupo de estudo

Resumo

O glaucoma é a principal causa de cegueira irreversível no mundo acometendo cerca de 70 milhões de indivíduos, com pelo menos 6,8 milhões de pessoas apresentando cegueira bilateral. O aumento da pressão intraocular (PIO) é o principal fator de risco para o glaucoma primário de ângulo aberto (GPAA), além de outros fatores que incluem aumento da idade, raça negra e agregação familiar. O GPAA adulto obedece um padrão de doença complexa e nesse caso, o estudo de associação de amplitude genômica ou Genome-wide Association Study (GWAS) tem sido a estratégia mais utilizada para a identificação de variantes associadas à doença. Diversas populações já foram avaliadas por meio desta estratégia e vários genes associados ao glaucoma identificados. Entretanto, poucas variantes nestes genes foram replicadas em diferentes populações, o que reforça a heterogeneidade desta condição e a necessidade de avaliação em outros grupos populacionais ainda não estudados de forma mais robusta. Pretende-se, portanto, avaliar uma amostra da população brasileira do Sudeste do Brasil (2000 casos e 2000 controles) na busca por variantes relacionadas ao desenvolvimento do GPAA por meio de GWAS. Este será o primeiro estudo com esta abordagem a ser realizado em uma amostra da população brasileira com GPAA. Espera-se que os resultados obtidos revelem novos mecanismos moleculares envolvidos na etiologia do GPAA e que estes possam auxiliar na elucidação das bases genéticas desta afecção ocular. Para que este estudo seja conduzido o primeiro passo necessário é compor a casuística de 2000 casos e 2000 controles. O objetivo desta proposta é obter financiamento que permita a coleta de sangue e/ou saliva e extração de DNA do grupo de estudo (para esta proposta, 2500 indivíduos entre casos e controles). O GWAS será realizado em colaboração com o Instituto de Genômica de Cingapura. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio: