Busca avançada
Ano de início
Entree

Ser humano, cultura e sociedade no jovem Nietzsche

Resumo

O livro que pretendo publicar realiza uma abordagem do problema da cultura no jovem Nietzsche tendo em vista a articulação deste problema, por um lado, às suas ideias a respeito do ser humano, e, por outro, de suas teses sobre a sociedade. Nesse estudo tem importância central o exame da obra "O nascimento da Tragédia". Essa obra é analisada segundo um duplo ponto de vista: primeiramente em relação às suas teses acerca da história da cultura grega antiga, e, em segundo lugar, em relação a seu significado no contexto do momento histórico e político que vive a Alemanha ao tempo de sua elaboração. Dentro da primeira linha de abordagem, temas como a produção histórica do gênio trágico, o surgimento e função do Estado e o problema da escravidão são relacionados à apresentação nietzscheana do desenvolvimento da cultura grega e à atuação dos impulsos apolíneo e dionisíaco. No contexto da segunda linha de abordagem, procura-se compreender o significado da adesão de Nietzsche ao projeto wagneriano de refundação da cultura alemã, levando-se em conta a situação sócio-política alemã e europeia de então e as ideias do filósofo sobre um possível ressurgimento da personalidade trágica. Nesse contexto, são estudadas as posições nietzscheanas em relação à assim chamada questão social (Soziale Frage) e à movimentação revolucionária por ela ensejada. Por fim, o texto compreende ainda uma tentativa de relacionar entre si as duas linhas investigativas recém referidas, procurando-se explicitar as relações teóricas e práticas entre as posições de Nietzsche a respeito da Grécia antiga e da Alemanha moderna. (AU)