Busca avançada
Ano de início
Entree

Valorização de óleo fúsel da cana de açúcar via processos catalíticos de desidrogenação parcial.

Processo: 20/02471-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2020 - 31 de outubro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química
Pesquisador responsável:Mauricio Boscolo
Beneficiário:Mauricio Boscolo
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Pesq. associados:João Cláudio Thoméo
Assunto(s):Aproveitamento de subprodutos  Bioprodutos  Biorrefinarias  Catálise heterogênea  Catálise 

Resumo

Este projeto de pesquisa se fundamenta na possibilidade de produção de compostos químicos de alto valor agregado a partir de um dos resíduos da indústria sucroalcooleira: o óleo fúsel. Este óleo é composto majoritariamente por álcoois com baixa solubilidade em água, sendo o principal o álcool isoamílico (3-metil-1-butanol), que chega a ser 62% do volume. O objetivo do projeto é converter o óleo fúsel em diferentes álcoois superiores, aldeídos, éteres, e compostos insaturados alifáticos e aromáticos em processos catalíticos de desidrogenação parcial em altas temperaturas em fluxo contínuo e baixa pressão, conhecidos como reações de Guerbet e de Lebedev que são regidos basicamente pelas propriedades ácido/básicas dos catalisadores heterogêneos empregados. Os catalisadores propostos são óxidos metálicos mistos oriundos da calcinação de hidrotalcitas, que são hidróxidos duplos lamelares (HDL) de elevada área superficial cuja fórmula original é [Mg2+1-xAl3+x (OH)2]x+ CO32-x/n.mH2O, e que podem ser produzidos de forma simples e a baixo custo. Os HDLs serão modificados com diferentes íons metálicos em substituição aos cátions Mg2+ e Al3+, por Cr2+, Mn2+, Fe2+, Co2+, Ni2+, Cu2+, Zn2+, Nb5+, La3+, Ag+, Au3+ em até 5% em massa. Com essas modificações busca-se alterar as propriedades anfotéricas devido à acidez desses íons, e também as propriedades eletrônicas, potencial de redução, e ainda promovendo vacância de oxigênio no retículo cristalino pela introdução de íons de grande raio iônico ou de alta valência. Os sólidos catalisadores serão caracterizados por DRX. FTIR, TGA, BET, acidez e basicidade. Os compostos formados bem como o óleo fúsel de partida por GC/MS. Outro fator importante para viabilidade do processo proposto é a disponibilidade de energia nas plantas industriais resultante da queima do bagaço de cana, o que dá plena autonomia para essa produção dentro de uma refinaria, o que é fundamental para enquadrar o processo proposto dentro do conceito de biorrefinaria. (AU)