Busca avançada
Ano de início
Entree

Dr. Freeze - cateter nasofaríngeo acoplado a unidade de resfriamento termoelétrica portátil com bateria recarregável para resfriamento cerebral seletivo em pacientes neurológicos

Processo: 20/00776-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de dezembro de 2020 - 30 de novembro de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Bernardo Lembo Conde de Paiva
Beneficiário:Bernardo Lembo Conde de Paiva
Empresa:Floe Indústria, Comércio e Importação de Equipamentos para Saúde Ltda
CNAE: Fabricação de aparelhos eletromédicos e eletroterapêuticos e equipamentos de irradiação
Município: São Paulo
Pesq. associados: Fábio Lacreta de Toledo Silva ; Raphael Einsfeld Simões Ferreira
Assunto(s):Neurologia  Neuroproteção  Crioterapia  Hipotermia  Resfriamento  Cateteres  Pacientes 

Resumo

O objetivo deste projeto é desenvolver um sistema termoelétrico de resfriamento de líquidos para ser utilizado conectado ao cateter de resfriamento cerebral via nasofaríngea em pacientes com lesões agudas. Lesões cerebrais agudas causadas por TCE, AVC e PCR são responsáveis por grandes perdas socioeconômicas e a melhor forma de reduzir as sequelas e mortes causadas é através do resfriamento do cérebro. As técnicas utilizadas atualmente têm diversas limitações que as restringem a hospitais com alto poder aquisitivo e, principalmente, a países desenvolvidos. Além disso, são pouco seguras, o que faz com que somente profissionais com treinamento avançado possam utilizá-las. Técnicas para resfriar seletivamente o cérebro foram investigadas anteriormente e as que utilizam faringe ou cavidades nasais são mais viáveis para uso em humanos, porque são minimamente invasivas, de fácil aplicação e provocam rápida redução da temperatura cerebral. Este projeto, Dr. Freeze, tem o objetivo de levar ao mercado mundial um sistema seletivo de resfriamento cerebral que consiste em um cateter nasofaríngeo conectado a uma unidade de resfriamento de líquido para o gerenciamento da temperatura de pacientes que permita que um número muito maior de pacientes possa receber o tratamento de resfriamento cerebral, mesmo antes de chegarem ao hospital. Por ser mais compacto, prático e com autonomia de bateria, o Dr. Freeze pode ser utilizado no momento do atendimento fora do hospital e ser continuado ainda durante a remoção, fato que aumenta o sucesso do tratamento. Sua praticidade permitirá que profissionais com treinamento básico possam iniciar e manter o tratamento em qualquer ambiente. O projeto Dr. Freeze é resultado das teses de doutorado de seus dois fundadores (USP e UNIFESP), sendo que o cateter nasofaríngeo está regulamentado pela ANVISA, que já está analisando a unidade de resfriamento. A inovação dos dois componentes deste projeto (cateter e unidade de resfriamento) é mundial, motivo pelo qual os sócios já iniciaram o registro de patentes no Brasil, EUA, Europa, China e Índia. Essa versão foi apresentada pelos sócios da empresa em 2019 para o Departamento de Defesa dos EUA que demonstrou interesse em adquiri-lo para uso militar. Por ser um sistema inovador, com diferenciais tecnológicos que levam maior segurança, praticidade e versatilidade que superam seus concorrentes, acreditamos que o sistema Dr. Freeze pode se tornar o principal produto no mercado mundial para o resfriamento terapêutico de pacientes. (AU)