Busca avançada
Ano de início
Entree

Múltiplos biomarcadores celulares e teciduais em guppy (Poecilia reticulata) expostos por longo período a nanopartículas metálicas associadas a glifosato, microscistina-LR e cilindrospermopsina (NANOMBI)

Processo: 19/24180-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2020 - 31 de agosto de 2022
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca - Recursos Pesqueiros de Águas Interiores
Convênio/Acordo: CONFAP - Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa
Pesquisador responsável:Marisa Narciso Fernandes
Beneficiário:Marisa Narciso Fernandes
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Pesq. associados: Daniela de Melo e Silva ; Emilia Celma de Oliveira Lima ; Wanessa Fernandes Carvalho
Assunto(s):Histopatologia  Estresse oxidativo  Antioxidantes 

Resumo

A conservação dos ambientes aquáticos é essencial para a sobrevivência de todas as espécies, inclusive para os seres humanos. Portanto, é necessário monitorar, manter e preservar as condições de saúde ambiental adequadas. As ações antrópicas já se fazem presentes em todos os ambientes e, muitas vezes, estão associadas a necessidade econômicas, produtivas e de subsistências com as quais precisamos conviver e há necessidade de atuar por meio de medidas mitigadoras que reparem ou mesmo minimizem impactos ambientais. Dentre estes impactos estão os altos índices de nitrogênio e fósforo resultantes do emprego excessivo de agrotóxicos, que são promotores de proliferação exacerbada de microalgas que por sua vez, sintetizam e secretam substâncias naturais consideradas toxinas. Estas substâncias ao entrarem em desequilíbrio deixam as águas impróprias para o consumo e para a sobrevivência da fauna aquática. Diante disto, pesquisadores buscam meios que possam ser eficazes para a manutenção da saúde aquática e consideram as inúmeras possibilidades de aplicação da nanotecnologia, uso das nanopartículas metálicas (NPMs), sobretudo as férricas, como alternativas viáveis para realizar os processos de remediação ambiental. A presente proposta realizará a síntese, caracterização e funcionalização de diferentes NPMs com o objetivo de utilizá-las como agentes captadores de moléculas de glifosato e de toxinas aquáticas, a microcistina-LR (Mic-LR) e a cilindrospermopsina (CYN e verificar a eficácia das NPMs funcionalizadas na associação às moléculas citadas. Para investigar a ação destas nanopartículas associadas a substâncias tóxicas, peixes considerados modelos para análises toxicológicas, os guppies (Poecilia reticulata) serão expostos por longo período (21 dias) a água reconstituída contendo NPMs associadas a GLY, Mic-LR e CYN e múltiplos biomarcadores (genotoxicos, mutagênicos, bioquímicos/fisiológicos e morfológicos) serão analisados em brânquias e fígado. Grupos de animais após exposição as condições acima serão colocados em apenas água reconstituída para um período de recuperação de 21 dias. Posteriormente, múltiplos biomarcadores serão analisados em brânquias e fígado desses animais para se avaliar se a ausência dos agentes testados alteraria o comportamento celular e tecidual dos animais. (AU)