Busca avançada
Ano de início
Entree

Sociedade Moderna e Democracia: Liberalismo, Republicanismo e as Origens da Modernidade.

Processo: 20/06033-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2020 - 30 de novembro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia
Convênio/Acordo: Université de Lyon (UDL)
Pesquisador responsável:Alberto Ribeiro Gonçalves de Barros
Beneficiário:Alberto Ribeiro Gonçalves de Barros
Pesq. responsável no exterior: Thierry Gontier
Instituição no exterior: Université Jean Moulin Lyon III, França
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Cicero Romão Resende de Araujo ; Eunice Ostrensky ; Luiz Antonio Alves Eva ; Pedro Paulo Garrido Pimenta ; Plinio Junqueira Smith ; Sérgio Cardoso
Assunto(s):Democracia  Liberalismo  Republicanismo  Sociedade moderna  Filosofia política 

Resumo

Numa época em que os valores liberais e republicanos estão em crise, desejamos traçar a genealogia dos primórdios do pensamento político moderno (séculos XV-XVIII) estudando a relação do novo espírito liberal com o renascimento dos antigos ideais republicanos e sua influência no ideal de democracia. A denominada Escola de Cambridge, em nossa opinião, enfatizou um contraste excessivo entre as duas escolas de pensamento que foram moldadas por um diálogo contínuo. Assim, o humanismo cívico não foi simplesmente uma retomada dos ideais antigos da virtude do cidadão; e o novo individualismo que emergiu representou uma nova forma de interação entre o cidadão e o bem comum. Este estudo será baseado em quatro grandes áreas temáticas e cronológicas nas quais nossas equipes têm experiência: o humanismo cívico florentino (séculos XV e XVI), as contestações da autoridade monárquica na França durante as Guerras de Religião (século XVI), as revoluções britânicas (século XVII) e o nascimento da economia política (século XVIII). Duas equipes de sete pesquisadores se reunirão em duas ocasiões distintas para dois colóquios, um em Lyon e outro em São Paulo. Cada colóquio resultará em uma publicação bilíngue conjunta. No decorrer do desenvolvimento do projeto, dois pesquisadores de Lyon serão convidados por um período de 15 dias para atuar em São Paulo e dois pesquisadores de São Paulo para atuar em Lyon. As trocas entre candidatos a doutorado e alunos de mestrado também serão incentivadas. (AU)